A moda do Crossfit e Slackline. Prática requer cuidados para evitar lesões.

O crossfit é a nova febre no mercado fitness e cada vez mais adepto por quem deseja emagrecer e está em busca de condicionamento físico. Já o slackline, esporte de equilíbrio sobre uma fita elástica, é praticado por diferentes faixas etárias e muito utilizado para diversão em parques e festas.  Mas apesar dos benefícios que essas atividades físicas podem trazer e crescimento no número de adeptos, também aumentam o número de pessoas que se lesionam durante as atividades.

De acordo com o ortopedista do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), Dr. Renato Raad, qualquer pessoa pode praticar o crossfit, independente da idade ou do condicionamento físico, desde que esteja em boas condições de saúde. O esporte tem como objetivo desenvolver resistência cardiorrespiratória, muscular, força, flexibilidade, coordenação, agilidade entre outros benefícios. “Porém existe uma necessidade de adaptação física para os exercícios, evoluindo na sua intensidade conforme a melhora da condição física”, explica o médico. Segundo o especialista os movimentos devem ser executados de maneira correta e as cargas e intensidades utilizadas devem respeitar os limites físicos. “Por isso é indispensável a supervisão de um professor para evitar lesões e acidentes”, orienta.

Tendinites, entorses e fraturas são as principais lesões ocasionadas. “Elas ocorrem quando os movimentos são executados de forma errada, pelo excesso na utilização de pesos, intensidade dos treinos e a falta de intervalos necessários para a recuperação”, afirma o ortopedista. Para cada tipo de lesão será necessária uma recuperação. “Uma paciente que eu atendi recentemente tropeçou em uma corda e fraturou o pé, necessitando de 45 dias de imobilização e depois mais 45 dias de fisioterapia para retorno a atividade”, comenta Dr. Raad.

Slackline 

Além de ser um esporte praticado principalmente ao ar livre e em contato com a natureza, vários são os benefícios proporcionados pela prática do slackline. Concentração, equilíbrio, consciência corporal e velocidade de reação, são as habilidades proporcionadas. Quanto as lesões ocasionadas por acidentes, o ortopedista Dr. Renato Raad, comenta que as principais casos de atendimentos são referentes a entorses e as fraturas. “Geralmente são causadas pela queda, já que se trata de um esporte que tem como base o equilíbrio”, diz o médico. Por isso, segundo o ortopedista a melhor forma de evitar lesões é praticar o slackline em um local seguro e com equipamento adequados.

Também colaborou com as informações deste release o professor de educação física Maurício Lopes Sgaraboto. (imprensa@hnsg.org.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.