Curso de inglês: idade não é barreira para aprendizagem

Comenta-se muito que quando mais jovem a pessoa começar a fazer um curso de inglês melhor e mais rápido será o aprendizado. No entanto, pesquisas indicam que a realidade pode ser diferente e que pessoas que  iniciam o curso de inglês na fase adulta levam vantagens. Para compreender como o cérebro adulto funciona ao aprender uma língua estrangeira, especialistas chineses observaram um grupo de estudantes adultos durante um período de nove meses.

O cérebro possui uma estrutura extremamente complexa, composta por milhões de neurônios, cujas acumulações de células agrupam-se em vários setores: alguns são compostos essencialmente por fibras nervosas revestidas pela mielina, conhecida como substância branca.

A constatação dos estudos, baseada no desempenho do grupo de estudantes, foi que, quando expostos à aquisição de outro idioma, a substância branca conecta as células nervosas de maneira mais eficiente, aumentando a capacidade cognitiva durante o processo de aprendizagem.

Isto significa que o aprendizado de língua estrangeira contínuo em pessoas mais velhas se beneficia da capacidade de o cérebro possuir uma condição chamada de neuroplasticidade, que nada mais é do que a maneira como o órgão reage ao desenvolvermos determinadas habilidades.

Aquisição de língua estrangeira e a escolha do curso de inglês ideal

Um outro estudo também segue na mesma direção. De acordo com artigo “Aprendizagem de línguas estrangeiras na idade adulta”, publicado por pesquisadores do Núcleo de Línguas da PUC-Paraná, há fatores cruciais que derrubam a ideia de que a idade atrapalha no aprendizado de  outro idioma:

  • Diferente de crianças e adolescentes, o cérebro do adulto responsável por tomar decisões e definir objetivos está completamente amadurecida. Ou seja: quem se propõe a aprender inglês sob estas condições possui determinação e autonomia que movimentam atividades mentais para depreensão de uma outra língua estrangeira.
  • Mais do que a faixa etária, especialistas ressaltam o fator afetividade como mais importante na aprendizagem de um segundo idioma no adulto. Amadurecido, fora de um ambiente repreensivo e autoritário, o adulto se ajusta melhor à imersão na outra língua, com auxílio de profissionais especializados e com um material interativo.
  • Uma vez que o aluno tiver uma boa relação com o professor, maior a motivação e melhor é o desempenho. Quanto menos ansiedade, mais confiança o falante adquire.
  • Motivação associada à metodologia adequada é fundamental. É primordial que o curso de inglês seja adaptado às necessidades do aluno, simplificando o processo sem comprometer a qualidade do ensino.

A base para o sucesso é a maneira como o conteúdo é transmitido para o aluno jovem (a partir de 15 anos)  ou adulto. Com o aparato metodológico ideal e o suporte de profissionais especializados, o processo de aprendizagem para os mais velhos é tão eficiente quanto em jovens estudantes.

Por isso, a idade não é um fator relevante para quem deseja começar um curso de inglês. Um dos cursos mais tradicionais é o CCAA, há mais de 50 anos. A rede de idiomas oferece o Adult Course, curso de inglês para adultos. As aulas, sempre em inglês, são como uma imersão na cultura americana. Com uma metodologia exclusiva e interativa, associada ao uso de tecnologia e professores altamente qualificados, você começa a entender e falar inglês a partir do primeiro dia. (viviane@seomaster.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.