Hora certa da cirurgia plástica é o momento em que a vontade e a saúde do paciente estão em harmonia

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) aponta que no Brasil são realizadas em torno de 700 mil cirurgias plásticas todos os anos e destas 73% são estéticas. Se você pretende optar por uma intervenção, não se preocupe, isto não é pecado. A hora certa para realizar uma intervenção é seu corpo e seu coração que vão dizer. Os riscos de uma cirurgia são controlados quando a vontade da paciente está em harmonia com a saúde geral do seu corpo.

O cirurgião plástico, membro da SBCP, Dr. Tiago André Ribeiro, explica que os riscos de uma cirurgia plástica podem ser reduzidos, desde que o paciente siga os protocolos básicos e seja responsável na hora de informar sua conduta cotidiana e sua condição de saúde. “Com o avanço da medicina e das tecnologias é natural que as pessoas tenham mais vontade e segurança para realizar uma intervenção cirúrgica, mas é importante que a pessoa mensure sua expectativa e seja realista sobre seu quadro. Talvez o melhor momento, não seja imediato, requer um preparo, uma mudança de hábitos que irão corresponder com o momento correto e seguro de realizar um sonho, seja estético ou com fins corretivos”.

A lipoaspiração, por exemplo, é uma das cirurgias mais procuradas pelas mulheres, no entanto, o cirurgião plástico adverte que ela não pode ser confundida com uma forma de emagrecimento. “Este não é o objetivo da lipoaspiração, pois o limite para retirada de gordura é 7% do peso corporal, mas o recomendado é que jamais se chegue próximo a este percentual, porque o risco é maior. Explico sempre as minhas pacientes que, a Lipoaspiração é um procedimento de contorno corporal e não de emagrecimento. Por isso, é seguro a paciente fazer um planejamento, buscar uma dieta mais saudável, realizar atividades físicas e, a partir, daí realizar o procedimento. Assim, certamente irá alcançar sua meta estética com segurança”.

Dr. Tiago André Ribeiro alerta quais os pacientes que estão expostos a maior risco, não apenas numa cirurgia plástica, mas em qualquer procedimento cirúrgico. “São as pessoas que tenham fatores de risco pré-operatórios como tabagismo, idade bem avançada, hipertensão (mesmo que controlada), pessoas sedentárias, usuário crônico de medicações diversas, pacientes pós-bariátricos, pessoas que não respeitam as orientações no pós-operatório, pacientes com histórico de problemas em anestesias passadas, ou ainda, usuários de algum tipo de droga”.

A SBCP orienta os cirurgiões associados a avaliarem o histórico de cada paciente para, assim, determinar o grau de segurança que a cirurgia terá. “Observando os protocolos, realizando um diagnóstico do paciente de acordo com sua conduta cotidiana podemos realizar a cirurgia plástica com maior segurança, afastando as possibilidades de intercorrências e complicações”, lembra Ribeiro.

O Brasil é uma referência em cirurgia plástica, casos isolados de intercorrências, não correspondem à realidade geral. “Qualquer pessoa que deseja melhorar sua aparência, por meio de uma cirurgia plástica estética, ou ainda uma cirurgia de funcionalidade, que são as plásticas reparadoras, pode se submeter aos procedimentos com tranquilidade, desde que o cirurgião considere que este é o momento apropriado para a intervenção”, assegura Dr. Tiago André Ribeiro, membro da SBCP.

 

Sobre Tiago Ribeiro

Cirurgião Plástico especialista pelo Hospital Santa Marcelina, de São Paulo, Tiago André Ribeiro é graduado em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). É membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Atende nas cidades de: Toledo e Marechal Cândido Rondon. Mais informações no site: www.clinicatiagoribeiro.com.br. (agencia@casadenoticias.com.br)

65d0327e-0cb0-4bbf-b008-b331195b1f2b

1 Comentário

  1. Concordo, as cirurgias plásticas devem ser feitas somente quando a pessoa está ciente sobre como o procedimento é realizado e sobre todos os cuidados que ela deverá tomar depois da plástica para não prejudicar sua recuperação. Quando eu fiz a abdominoplastia estava bem preparada, tanto física como emocionalmente, e o Dr. Wagner (da Montenegro Cirurgia Plástica) fez um ótimo trabalho em mim, pois eu adorei o resultado!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.