Novo exame detecta fibrose no fígado

O que antes exigia um procedimento cirúrgico, agora pode ser diagnosticado em cerca de minutos. Para avaliação de fibrose hepática, o Serviço de Gastroenterologia do Hospital Nossa Senhora das Graças acaba de ganhar um novo reforço tecnológico – o FibroScan.

Com a aquisição desta tecnologia, a detecção da presença de fibrose no fígado em pacientes com doenças do fígado, como a hepatite C, pode ser feita pela elastografia – exame que detecta o grau de rigidez do fígadosem a necessidade do paciente passar por uma biópsia. O exame se assemelha a um ultrassom e é feito em até dez minutos. “É atualmente o exame mais aceito em substituição à biópsia hepática”, comenta o Diretor Clínico do Graças, Dr. Alcindo Pissaia Junior.

O resultado é imediato e mostra a evolução da saúde do fígado, permitindo ao médico avaliar e monitorizar a evolução de doenças – independentemente de tratamento ou outros fatores. “O exame não é invasivo, é indolor, dura apenas alguns minutos e é isento de riscos para o paciente”, explica Dr. Alcindo.

Sobre a Hepatite

As hepatites virais B e C, se não tratadas, evoluem para fibrose, cirrose e câncer hepático. Na maioria dos casos, a evolução é silenciosa. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as hepatites B e C, juntas, provocam cerca de 80% de todas as mortes por câncer de fígado e matam quase 1,4 milhão de pessoas a cada ano.

Atualmente as Sociedades de Hepatologia e Infectologia recomendam a realização do exame Hepatite C para todas as pessoas de 40 a 70 anos independentemente de fatores de risco.  (imprensa@hnsg.org.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.