O outono e problemas de saúde comuns nesta época do ano

Médica orienta como prevenir as alergias

Terminado o verão, a temperatura vai, gradativamente, mudando após o início do outono. Já se percebe, na cidade, que o calorão deu lugar a um clima mais ameno, e é nesse momento em que as pessoas voltam a usar as roupas que estavam guardadas no armário e passam a ficar mais tempo em lugares fechados.

Segundo Rosita Fontes, endocrinologista e integrante do corpo clínico do Laboratório Frischmann Aisengart, a consequência dessa mudança de comportamento é o aumento de problemas de saúde bem conhecidos da população, como as alergias, principalmente a rinite alérgica e a asma, que começam a incomodar nesse período do ano.

“A alergia é uma reação exagerada do sistema imunológico de pessoas predispostas quando entram em contato com certas substâncias denominadas alérgenos. Mais de 25% da população mundial tem alergia, sendo a asma (ou bronquite) e a rinite alérgica as mais comuns. A asma é a mais grave delas e sua frequência vem aumentando em todo o mundo, de forma que ela está atualmente, presente em torno de 10% na população mundial. A doença é mais prevalente em crianças e adolescentes, entre 6 e 14 anos, do que em adultos e acomete 20% deles”, explica a médica.

Ainda de acordo com a Dra. Rosita, no outono, porque as pessoas permanecem mais tempo em ambientes fechados, os principais alérgenos que desencadeiam os problemas respiratórios são os presentes na poeira, como fezes de ácaros; no ar e no epitélio de animais, como fungos; nos insetos, como formiga; entre outros agentes irritantes, como perfumes, fumo e poluentes e os alérgenos presentes em plantas.

Mas, para acabar com esse incômodo e prevenir o aumento das reações alérgicas, a endocrinologista dá algumas dicas:

– retire de casa, principalmente do quarto, objetos que acumulem poeira: bichos de pelúcia, livros, revistas, caixas, cortinas e tapetes;

– antes de usar as roupas que estavam guardadas, é bom deixá-las ao sol, em ambiente ventilado, e lavá-las antes de usar;

– mantenha a casa arejada e evite umidade;

– utilize panos úmidos para a limpeza da casa e evite o uso de vassoura ou espanador e aspirador de pó, porém, se necessário, utilize os com filtro HEPA;

– forre os colchões e travesseiros com capas impermeáveis que permitam a limpeza diária;

– evite animais domésticos dentro de casa;

– não utilize material de limpeza na casa ou perfume no corpo com odor forte;

– não fume ou fique próximo de fumantes.

 Sobre o Laboratório Frischmann Aisengart

O Laboratório Frischmann Aisengart tem mais 70 anos e é considerado uma referência para o segmento de medicina diagnóstica. Possui mais de 600 colaboradores e mais de 30 unidades no Paraná. São mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, soluções diferenciadas e alto padrão de atendimento, além do serviço de vacinas. Para mais informações: www.labfa.com.br ou (41) 4004-0103.  Siga o Laboratório Frischmann Aisengart nas redes sociais: Blog – blog.labfa.com.br; Facebook – facebook.com/laboratorio.fa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.