Os hábitos saudáveis e a longevidade

Myrna Campagnoli, diretora médica e endocrinologista do Laboratório Frischmann Aisengart, explica como exercícios físicos e dieta saudável podem reduzir o ritmo de envelhecimento

Hábitos saudáveis podem aumentar a chance de o indivíduo viver mais e melhor. É o que afirma Myrna Campagnoli, endocrinologista e diretora médica do Laboratório Frischmann Aisengart. “A busca pela longevidade requer mudanças de hábitos de vida como alimentação saudável, atividade física, controle de doenças associadas, suspensão do cigarro, do álcool, dentre outros, e isso não se faz de um dia para o outro”, comenta.

A especialista cita uma pesquisa feita em setembro de 2013, por um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. O estudo, publicado na revista científica Lancet Oncology, mostrou que mudanças no estilo de vida podem até fazer com que o DNA no interior das células se recupere do desgaste acumulado ao longo do tempo. “A pesquisa avaliou 35 homens com câncer de próstata. Aqueles que adotaram uma dieta à base de vegetais, seguiram à risca uma rotina recomendada de exercícios físicos, e passaram a fazer meditação e ioga com o intuito de se livrar do estresse apresentaram células mais novas em termos genéticos”, explica a médica.

Como a busca da fórmula antienvelhecimento se tornou um desejo cada vez mais comum, de acordo com Myrna, alguns pacientes recorrem à reposição hormonal e à suplementação com antioxidantes, vitaminas e sais minerais. “Os hormônios, quando prescritos de forma errada, podem causar malefícios ao paciente. Além disso, podem existir casos de efeitos colaterais, pois não existem testes liberando essas substâncias para essa finalidade. Ao tentar retardar algo natural no processo, as pessoas podem acabar prejudicando sua saúde”, alerta.

A especialista explica que a alimentação saudável deve ser variada e saborosa, contendo todos os nutrientes necessários para a manutenção da saúde e para o bom funcionamento do organismo. As dietas muito restritivas privam o organismo desta variedade e, portanto, não contêm todos os nutrientes necessários. “É errado restringir a dieta a apenas um grupo alimentar. Nossas refeições devem ser equilibradas e fornecer todo o tipo de nutriente necessário para o organismo. Saladas, legumes, verduras e frutas podem tornar o prato ainda mais apetitoso e vitaminado. Todavia, é importante que os demais nutrientes como carboidratos e proteínas também estejam presentes em nossas refeições”, explica.

A médica revela que consumir bebidas alcoólicas também é um fator prejudicial, pois, além de ser um risco para a saúde, podendo tornar-se um vício, o álcool é extremamente calórico. “Muitas pessoas acabam recorrendo a essas bebidas como forma de se sentirem recompensadas pelo corte de doces”, diz.

“É muito importante que estas mudanças e a adequação alimentar sejam orientadas por um profissional capacitado”, afirma. Além de obter ganho estético e psicológico, a melhoria na alimentação proporciona mais energia e ânimo, maior rendimento nas atividades diárias, e melhorar o humor. “A maior longevidade será conquistada com uma saúde de melhor qualidade”, acrescenta.

Sobre o Laboratório Frischmann Aisengart

O Laboratório Frischmann Aisengart tem mais 70 anos e é considerado uma referência para o segmento de medicina diagnóstica. Possui mais de 600 colaboradores e mais de 30 unidades no Paraná. São mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, soluções diferenciadas e alto padrão de atendimento, além do serviço de vacinas. Para mais informações: www.labfa.com.br ou (41) 4004-0103.  Siga o Laboratório Frischmann Aisengart nas redes sociais: Blog – blog.labfa.com.br; Facebook – facebook.com/laboratorio.fa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.