Trilhas dos Potiguaras fará parte do novo Mapa do Turismo Brasileiro

Um novo destino turístico vai despontar no litoral norte da Paraíba. Trata-se das Trilhas dos Potiguaras, formadas pelas praias de Barra de Camaratuba, Barra de Mamanguape, Baía da Traição e Forte Velho.  A região faz parte do novo mapa turístico, com previsão de lançamento ainda no primeiro semestre, do Ministério do Turismo - que define as regiões turísticas do Brasil aptas a receber mais investimentos para melhoria de infraestrutura e qualificação do atendimento ao visitante.
 
Na região com 66 quilômetros de área protegida de remanescentes de Mata Atlântica viviam tribos indígenas dos Potiguaras, que datam de 1.501. O local abriga hoje 32 aldeias e mais de 20 mil representantes da etnia, além de seis belas praias para desfrutar. Apesar de ainda pouco conhecido, o destino conta com hotéis e pousadas. Para facilitar o acesso foram construídas as estradas de Forte Velho e de Barra de Camaratuba pelo Governo do Estado.
 
O Ministério do Turismo já repassou para o Estado da Paraíba R$ 412 milhões para obras de infraestrutura turística. Na região das trilhas dos potiguaras o recurso auxiliou na construção de um portal na Baía da Traição e a pavimentação em paralelepípedos, no município de Lucena (Forte Velho).
 
Ainda como parte da estruturação da região, recentemente 30 empresários foram capacitados pela Secretaria de Turismo da Paraíba, em parceria com o Sebrae. A qualificação será estendida para um total de 300 pessoas que poderão aprender sobre condução ambiental local, marketing na web voltado para artesanato e excelência no atendimento ao turista.
 
“O projeto de desenvolvimento do turismo no litoral norte da Paraíba possibilita que os municípios possam se estruturar para receber cada vez melhor o turista, dando condições para que a região se posicione de forma mais competitiva e o estado possa diversificar sua oferta turística”, afirma Gabrielle Andrade, coordenadora-geral de mapeamento e gestão territorial do turismo.
 
A Paraíba conta hoje com 11 regiões turísticas no Mapa do Turismo e 137 municípios, mas essa quantidade deve mudar, pois o Mapa do Turismo Brasileiro está passando por reformulações.  O mapa faz parte do programa de regionalização do MTur e é o instrumento que define o direcionamento das políticas públicas de turismo.
 
O Secretário Executivo de Turismo da Paraíba, Ivan Burity, destacou a importância dos cursos. “Esse projeto tem como principal objetivo desenvolver o turismo do Litoral Norte e fomentar a economia da região. Por isso, as pessoas precisam estar preparadas para receber o turista”, afirmou.
 
ESTRUTURAÇÃO - Outros dois destinos que despontam no ecoturismo, Airuoca, em Minas Gerais e Nobres, no Mato Grosso, local de mergulho e flutuação. Com seis mil habitantes, Airuoca recebeu quase R$ 200 mil do Ministério do Turismo para reforma e ampliação de praça. O município tem o Parque Estadual da Serra do Papagaio, onde está o pico do Bico do Papagaio, com trilhas que exigem preparo físico, o vale do Matutu e há também diversas cachoeiras e poços para visitação. Mas atenção, é importante contratar um guia que conhece bem a região para não entrar em enrascada e não passar perigo.
 
Em Nobres, no Mato Grosso, o ecoturismo predomina com a flutuação e o mergulho, boia cross, trilhas e tirolesa. A Lagoa das Araras tem um belo por do sol e dá para assistir revoada de aves, além de passeios de barco e percursos de boia pelos rios Salobra e Quebó. A flutuação e o mergulho podem ser feitos em rios de águas cristalinas. A  cidade já recebeu R$ 7 milhões para obras de infraestrutura turística do Ministério do Turismo. Entre as obras foram feitas a pavimentação de ruas do município e restauração da praça Matriz. (Carolina Valadares)

Leia Mais:

Estados discutem novo Mapa do Turismo Brasileiro

<ascom@turismo.gov.br>

f86fb2ae-54ae-4845-9325-82145ae9e6fb
Barra de Mamanguape. Crédito: Divulgação

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Talvez você se interesse por estes artigos

Cada vez mais destinos internacionais demonstram interesse no Salão Paranaense de Turismo. Hoje (06.12) quem esteve na ABAV-PR – Associação Brasileira das Agências de Viagens...
Fechar Menu