Galeria InterARTividade exibe obras de Luzia Simons

A Galeria InterARTividade inaugura sua primeira exposição internacional com Blacklist, que reúne obras de Luzia Simons. Radicada na Alemanha desde os anos 1980, a brasileira conquistou os críticos com uma nova forma de registro denominada scanograma. Na técnica em que os objetos são colocados diretamente sobre um enorme scanner industrial, a artista cria fotografias, performances e filmes carregados de significado.

foto_luzia4

Entre os destaques estão as representações de flores, que ficam visíveis até os menores detalhes através dos pixels, e que se sobressaem pelo jogo de luz construído com o fundo escuro. A técnica é inspirada pela prática dos fotogramas, registros em papel fotográfico, sem câmera, introduzidos por Man Ray.

Com o scanograma, Luzia desenvolveu sua própria forma de registro, seu novo “modo de ver”, sem ponto de vista ou foco central, como é costume na prática com uma lente fotográfica. Desta forma, como em uma pintura, suas obras apresentam nitidez em toda a superfície.

foto_luzia2

Representada por grandes galerias no Brasil e no exterior, Luzia já esteve na cidade quando expôs durante a Bienal Internacional de Curitiba, em 2013. O convite para retornar a cidade veio ano passado. “Quando visitei seu ateliê em Berlim e ela me mostrou seus vídeos achei que eram perfeitos para a Galeria InterARTividade do Pátio Batel, um espaço que tem uma característica muito interessante de apenas exibir obras projetadas em suas paredes. Luzia é uma grande artista e que desenvolve um trabalho que é internacionalmente aclamado”, diz Tom Lisboa, curador da Galeria InterARTividade.

Serviço:
Local: Galeria InterARTividade – piso L3 do Pátio Batel – Avenida do Batel, 1868
Data: de 11 de maio a 26 de junho de 2016
Horários: de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs.
Entrada franca

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.