Gráfica Opet recebe mostra fotográfica que revela real identidade de mulheres presas

exposição 1O Instituto Opet promove, de 17 de maio a 6 de junho, a exposição fotográfica “Realidades Invisíveis”, na Gráfica Opet em Colombo. A mostra é resultado de uma ação fotográfica de cunho humanitário realizada na Penitenciária Feminina do Paraná pelo movimento social Help-Portrait, em parceria com o “Programa Ciência e Transcendência: educação, profissionalização e inserção social”.

Durante sete semanas – entre julho e setembro de 2015 -, o Help-Portrait esteve na Penitenciária com uma equipe de voluntários atuando em várias áreas: fotografia, maquiagem, cabelo, produção, logística e vídeo. Ao todo foram fotografadas 75 internas e participaram 30 voluntários. O objetivo principal era resgatar a autoestima e a identidade das mulheres por meio de uma ação fotográfica. A partir daí, do reconhecimento de si, abrir caminhos para reflexões pessoais e sociais.

A mostra conta com 12 imagens, que visam desconstruir o estereótipo existente sobre uma mulher presa; e quatro depoimentos, os quais revelam os sentimentos, os sonhos e de que forma elas ainda querem contribuir com a sociedade.

Sobre o Help-Portrait

Movimento social internacional que entende a fotografia como ferramenta de restauração da identidade, do senso de cidadania e da dignidade de pessoas em vulnerabilidade social. Em Curitiba, o projeto acontece desde 2012 e até agora já atingiu cerca de 900 pessoas, somando 100 voluntários.

 

Exposição Realidades Invisíveis

Data: De 17 de maio a 6 de junho

Horário de visitação: De segunda à sexta, das 10h às 17h

Na Gráfica Opet (R. Pres. Faria, 5144 – Colônia Faria, em Colombo)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.