Inverno: a temporada da falta de vitamina D

Importante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide, e para a manutenção do tecido ósseo, a vitamina D, hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo, é produzida também por meio da exposição solar e controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. Todavia, é nos meses mais frios do ano, especialmente no inverno, que a carência deste importante item é sentida com mais força pelo organismo.

“A urbanização e crescente verticalização das residências, aliada à conscientização do necessário uso dos filtros solares UVA e UVB FPS acima de 15, que reduz em 99% a penetração da radiação UVB, responsável por ativar a síntese de vitamina D, estão entre os motivos que levam as pessoas a terem maior deficiência da substância”, esclarece doutor Ricardo Teixeira Di Rienzo, endocrinologista do Hospital Santa Catarina (SP).

O especialista esclarece também que a falta de absorção de vitamina D é ainda maior nos meses mais frios, já que muitas pessoas negligenciam a importância de tomar sol. “Pelo fato de a ausência de vitamina D, no início, ser algo ‘invisível’, algumas pessoas não se dão conta dessa necessidade para o corpo humano”. Estudo Longitudinal de Envelhecimento apontou que nos Países Baixos 45% dos homens e 56% das mulheres tinham níveis de vitamina D aquém do aconselhado.

O especialista elenca cinco problemas de saúde que a falta de vitamina D pode causar a curto, médio e longo prazo:

  • Baixa resistência a infecções respiratórias
  • Depressão sazonal, inclusive na adolescência
  • Fraqueza muscular
  • Osteomalácia, que é o enfraquecimento e desmineralização de ossos maduros
  • Osteoporose, principalmente em idosos

Sobre o Hospital Santa Catarina

O Hospital Santa Catarina, que completou 110 anos de fundação em 2016, prima pela excelência no atendimento seguro e humanizado. Referência de qualidade em serviços de saúde no Brasil, atende desde pequenos procedimentos até cirurgias de alta complexidade. A instituição filantrópica é parte da Associação Congregação de Santa Catarina, a qual compõe uma rede social que atua nos eixos da saúde, educação e assistência social. Congrega cerca de 17 mil colaboradores, distribuídos em diversas obras sociais e programas de apoio em oito Estados brasileiros.

Com infraestrutura moderna, equipamentos de última geração e profissionais altamente qualificados, o Hospital Santa Catarina dispõe de 240 leitos de internação, 75 leitos de UTI, 16 salas de cirurgia, cinco Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs neurológica, cardiológica, pediátrica, geral e multidisciplinar) e pronto atendimento 24 horas. ( jorge@cdicom.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.