O MDF saiu do armário

Ele começou a ser aplicado em fundos de gaveta e na estrutura de móveis, muitos anos atrás. Aos poucos, o MDF saiu de dentro dos armários e hoje empresta seu charme aos mais variados objetos de decoração, como porta-retratos, porta-guardanapos, vasos e até luminárias. “Ele é um material relativamente acessível, fácil de trabalhar e que dá uma cara bacana para as peças”, afirma a designer curitibana Thais Fernandes, da Crème de la Crème, estúdio de design que desenvolve objetos de casa e decoração personalizados.

Sócio do estúdio, o arquiteto Daniel Denes Cesário Pereira conta que as peças em MDF criadas pela Crème de la Crème são inspiradas nas tradições do povo alemão, que costuma utilizar objetos decorativos feitos de compensado (outro material derivado da madeira) especialmente em datas comemorativas, como Páscoa e Natal, quando as casas ganham enfeites delicados e temáticos. “A Thais tem muitos parentes por lá. Como viu essas produções desde pequena, acabou se inspirando nas memórias familiares”, explica.

Toque pessoal

Além de agradar pela simplicidade e sobriedade, o MDF facilita a personalização das peças, já que os painéis de fibra de madeira aceitam bem cortes e gravações a laser. A partir do material, a Crème de la Crème já desenvolveu vasos, luminárias e quadros exclusivos sob encomenda. Para os sócios do estúdio, a customização faz mais do que encher a casa de personalidade; ela também permite surpreender alguém especial com um presente original. “O presente personalizado não é simplesmente um objeto, mas uma manifestação de amor e carinho pela pessoa que está sendo presenteada. Mostra que a escolha foi feita com muito cuidado”, diz Thais.

Serviço:

Crème de la Crème

Home

facebook.com/studiocremedelacreme/

instagram.com/studiocreme/

 

IMG_8631

IMG_8625

IMG_8703

IMG_0821baixa

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.