Sensação de fome aumenta em baixas temperaturas

Chocolate quente, pizza, fondue. Para muitas pessoas comer é um dos maiores prazeres da vida, principalmente nos dias frios, período ainda mais difícil de resistir a pratos calóricos.

A nutricionista do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), Rosangela Teodorovicz, explica porque isso ocorre: “ No inverno o organismo precisa de mais calorias para suprir as necessidades energéticas e manter o corpo aquecido”, diz.

A especialista também comenta que paralelamente a esta época do ano, ocorre uma diminuição de serotonina, neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar, o que pode provocar sensação de tristeza, depressão e desânimo em algumas pessoas. “Para amenizar os sintomas muitas pessoas buscam a compensação na comida mais calórica, como uma forma de amenizar essa falta”, diz a nutricionista.

A necessidade calórica varia de acordo com a idade, peso, altura, atividade e de acordo com a região. “Nos locais onde o inverno é rigoroso, uma pessoa precisa em média de 20% a 30% de calorias a mais”, destaca a nutricionista. Já onde a estação tem clima ameno o acréscimo do gasto calórico diário não chega a 10%, o que não justifica um grande aumento na ingestão de calorias.

Para satisfazer a vontade de comer alimentos mais quentes e até mesmo mais calóricos, a nutricionista do HNSG orienta aquecer o corpo com chás e sopas. Mas, é preciso ficar atento no modo de prepará-los. “As sopas mais calóricas são aquelas preparadas à base de massas, batata, creme de leite e carne gordas”, destaca. Por isso, as sopas que contêm legumes, verduras e carnes magras são as que possuem menos calorias.

As bebidas também são as grandes vilãs no aumento de peso no inverno. Entre as mais calóricas estão: o chocolate quente, cappuccino, quentão, café com o leite integral e as bebidas alcoólicas, vinhos e as destiladas, são alguns exemplos. Mas, para aqueles que não querem abrir mão, as bebidas podem ser substituídas. “O chocolate quente pode ser feito com leite desnatado, achocolatado light e adoçante, já o café pode ser servido puro ou com leite desnatado, há também os chás de ervas ou mate que possuem baixa calorias”, exemplifica a nutricionista. (imprensa@hnsg.org.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.