Arte contemporânea de André Mendes no Solo Project Art Basel

(Curitiba, 09 de junho de 2016) – O Solo Project Art Basel é uma mostra paralela à maior feira de arte contemporânea do mundo, a Art Basel, que acontece entre os dias 13 e 18 de junho, na cidade de Basiléia (Suíça). Foi criada pelo art dealer Paul Kusseneers em 2008, com apoio de algumas importantes galerias internacionais que sentiam a necessidade de mostrar a arte contemporânea de forma diferente e com curadoria específica.

A mostra opõe-se à tendência de eventos exclusivamente comerciais, com a apresentação de artistas em grande quantidade e em menores espaços, colocando em risco a percepção da arte como expressão e interpretação plástica, transformando tais eventos em meros acontecimentos sociais.

Emergindo como um dos principais parceiros da Art Basel, o Solo Project apresenta uma seleção de cinquenta galerias com artistas convidados em exposição individual, provendo espaço adequado, permitindo aos visitantes uma análise em profundidade das obras e das trajetórias dos artistas.

POWER!


Em sua nona edição e com o tema POWER! a mostra é um showcase de artistas selecionados e apresentados de forma museológica, numa cenografia que incentiva aos visitantes a descobrirem cinquenta dos mais novos e promissores criadores na arte contemporânea mundial.
Este ano, dentre os artistas selecionados consta um único brasileiro, o curitibano André Mendes, que foi convidado pelo curador e galerista Ricardo Fernandes que vive em Paris.

Para a exposição de Mendes, o curador percebe no trabalho do artista e no tema uma junção ideal do conceito da exposição com as matérias e materiais explorados por André Mendes. “Quando foi me proposto o projeto, imediatamente pensei no trabalho do artista, que não somente está em sintonia com o conceito da exposição, mas explora de forma minimalista e autoral um conceito amplo, mostrando que através de cores e materiais pesquisados, a arte pode depassar o pensamento e impor se como determinante de nossa geração”, descreve Fernandes.

O trabalho de André Mendes é assim: “determina com força as referências que estarão por vir e confirma que a história da arte contemporânea no Brasil tem passado, presente e futuro” – fala Ricardo Fernandes.

A mostra é uma plataforma propícia para algumas galerias emergentes apresentarem-se a numerosos colecionadores internacionais, curadores e amantes das artes, durante a Art Basel, em ambiente que facilita a visão correta e abrangente da arte contemporânea. Através do tema desta edição, as obras de arte incorporam o objeto da energia que se refere à sociedade contemporânea. A noção de poder será analisada de várias perspectivas, incluindo a energia como um estado da mente ou o corpo, o poder em liberdade, poder da mente contra prisões ideológicas, poder na força física ou a ditadura física, e, evidentemente, o poder na arte.

Exposição individual de arte contemporânea – Solo Project Art Basel

Artista: André Mendes

Curator e galerista: Ricardo Fernandes

Vernissage: 13 de junho de 2016
. Exposição: de 14 a 18 de junho de 2016.

Local: Dreispitzhalle Helsinki Strasse 5 / Basiléia (Suiça)

Informações: www.the-solo-project.com

Sobre o artista: André Mendes nasceu em Curitiba (PR), em 1979. Formado em Design Gráfico pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná e especialista em desenho artístico pelo Institut Superior de Disseny y Escola de la Imatge IDEP, Barcelona. Após três anos de experiência na Espanha, realiza em 2006 sua primeira exposição individual na cidade do Porto – Portugal. André Mendes tem em seu currículo diversas exposições nacionais e internacionais entre elas: Nasi Campur / Cingapura, Tropikos/ Banguecoque – Tailândia, Art Expo Malaysia/ Kuala Lumpur – Malásia, Colorflow 2012/ Barcelona – Espanha, Elementares 2012/ Curitiba – Brasil, O Estado da Arte – Museu Oscar Niemeyer, Curitiba. Atualmente vive e trabalha em Curitiba, sua pesquisa e produção são voltadas para pintura. Interessa-lhe a materialidade da cor e seu comportamento como fluido. O acaso se manifesta em seu trabalho e transborda também para as outras superfícies do mundo ao redor – escultórico e arquitetônico. No momento seu trabalho foge da delimitação da tela, estendendo-se para o espaço, flertando com o mundo escultural e tridimensional. O artista está caminhando para a escultura como um pintor.

+ http://andremendes.art.br/

Sobre o curador e galerista: Há mais de 25 anos Ricardo Chaves Fernandes vem construindo uma carreira internacional respeitada, atuando como expert em arte contemporânea e design, galerista, curador, cenógrafo e crítico de arte. O curador viveu na Alemanha, Suíça e Dinamarca e desde 2007 é radicado em Paris, onde dirige sua galeria de arte contemporânea, que funciona também como um centro gerador de informações e discussões sobre todos os temas relacionados com a arte contemporânea. Ricardo é arquiteto de interiores e jornalista de arte, membro da Associação Internacional de Críticos de Arte – A.I.C.A., membro da Associação de Historiadores de Arte de Londres, A.A.H., além de fazer parte da respeitada Associação dos Amigos do Palais de Tokyo, em Paris. Já cooperou com importantes galerias, museus e instituições na Alemanha, China, Brasil, Ucrania, França, EUA, Itália, dentre outros países.

+ www.ricardofernandes.biz

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.