Atleta do Clube Curitibano/Expoente é convocada para a seleção brasileira Sub-18 de voleibol

Milena Vilela tem apenas 16 anos, mas já é dona de um currículo invejável: a atleta já foi convocada duas vezes para participar da seleção brasileira de voleibol, sendo a última vez na semana retrasada. Atleta do Clube Curitibano/Expoente, ela foi uma das selecionadas para participar dos treinamentos da categoria sub-18 e, se conseguir se destacar, será uma das ponteiras da equipe no Campeonato Sul-Americano.

Apesar do bom desempenho, Milena se assustou com a convocação: ela havia retornado há apenas duas semanas aos treinos, após se recuperar de uma protusão no disco. Mesmo assim, mostrou determinação e vontade de ser uma das selecionadas: “se eles me derem oportunidade, eu vou correr atrás”, comenta Milena.

Quem vê a desenvoltura de Milena na quadra, até fica incrédulo quando descobre que ela começou a jogar voleibol em 2012. E a opção nem foi porque era um esporte que a interessava: foi uma escolha de sua mãe para mantê-la ocupada (seus pais estavam se separando). Um ano após iniciar seus treinos, ela recebeu um convite de seu técnico, Luiz Lima, e passou a integrar a equipe do Clube Curitibano. Com a parceria do clube com o Colégio Expoente, a atleta e suas colegas passaram a estudar juntas.

O voleibol ganhou proporções tão grandes na vida de Milena que ela expõe que esse é o seu objetivo de vida. Quando questionada sobre o que ela aprendeu com o esporte, ela respondeu categoricamente: “Tudo. O vôlei me ensinou a crescer e me ensinou a ser o que eu sou.”

Destaque nos treinos

“Quando ela fez a peneira, ela não tinha fundamento nenhum. Não sabia manchete e nem toque”, relembra o técnico Luiz Lima, que acompanha Milena desde o início. Entretanto, ao observá-la durante os treinos, ele começou a verificar que ela tinha talento.

Quando questionado sobre os diferenciais da atleta, ele destacou que ela tem um aprendizado rápido, assimilando as correções técnicas e táticas quase que imediatamente. “Ela consegue adquirir maturidade mais rapidamente, e o entendimento do que a gente fala, mais rápido também”, acrescenta.

A lesão que Milena teve poderia ter sido o final de sua carreira, mas sua determinação e o acompanhamento de profissionais capacitados ajudaram ela a retornar às quadras. “Eu fiz vinte sessões de fisioterapia e me recuperei quase que 100%”, diz Milena. Ela ainda acrescentou que essa situação serviu para ela aprender a se cuidar melhor, valorizando o aquecimento e o alongamento para os treinos.

A atleta viajou no dia 21 para Saquarema (RJ), onde ficará durante dois meses. Nesse período, além dos treinos, as atletas darão sequência aos seus estudos, o que Milena considera importante. “Independentemente de minha carreira no voleibol dar certo ou não, eu preciso ter meus estudos. Achei muito bacana o Expoente se disponibilizar para me ajudar nesse período”, complementa a atleta.  <lsalvaro@expoente.com.br>

58f1bb92-46db-4673-a66a-6f74a068b598 e2edd05b-3c1e-463b-8467-b485b83505ff

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.