Grupo ESPANCA! apresenta o espetáculo DENTE DE LEÃO em Curitiba

O grupo Espanca apresenta, pela primeira vez em Curitiba, o espetáculo Dente de Leão. A montagem terá sua estreia na cidade entre os dias 01 e 03 de julho, no Teatro José Maria Santos.  Sexto espetáculo do Espanca, o projeto marca a estreia de Marcelo Castro na direção e conta com texto inédito de Assis Benevenuto. A peça busca mostrar como aprendemos a representar papéis na família, na escola, no trabalho ou no palco. É também um olhar sobre a juventude, sobre a inquietação de quem ainda não se conformou com a repetição. O texto dialoga com o atual momento do país, em  que jovens estão ocupando as escolas como forma de protesto, na cobrança por melhorias na qualidade do ensino, do modelo de educação implantado no país e da forma como o governo conduz essa relação. Trata-se portanto, de um espetáculo potente e provocador.

 

Sobre o espetáculo:

Três estudantes, seus pais e professores se preparam para a Feira de Ciências da escola. Questionando os papéis sociais que desempenhamos, estes jovens resolvem surpreender a todos, mudando a forma de representação de si mesmos. Dente de Leão é aquela flor branca e cheia de sementes, que formam  pequenos paraquedas facilmente levados pelo sopro ou pelo vento; mas também é a ferramenta natural usada pelo mamífero carnívoro da família dos felídeos para dilacerar e triturar seus alimentos. Esta imagem de pura leveza e, ao mesmo tempo, força de um feroz animal, sintetiza a pesquisa desenvolvida pelo Espanca! desde sua origem. “Acreditamos que nosso trabalho é a escrita cênica do que chamamos de “poética da violência”. Por isso o nome do grupo nos representa tão bem, porque tem coisa que espanca mas espanca doce.”, diz Gustavo Bones, integrante do grupo e ator da montagem.

O processo de pesquisa e construção do texto contou com a leitura de materiais com características bem políticas e de comprometimento com seu tempo. “Chegamos a adaptar ‘O Envelope’, do italiano Spiro Scimone, um texto sobre as instituições de repressão do Estado. Depois estudamos ‘Tentando fazer uma peça que mude o mundo’, texto do grupo chileno La Resentida, sobre teatro político e utopias. Terminamos optando pela criação de um texto inédito, escrito durante o processo pelo Assis e que trazia um pouco de tudo o que discutimos em quase um ano de trabalho”, explica Marcelo Castro. Assis Benevenuto também atua em ‘Amores Surdos’ (segundo trabalho do Espanca) e é integrante do grupo Quatroloscinco, como ator e dramaturgo.

Além de Bones, o grupo convidou novos parceiros para o elenco (Lira Ribas, Gabriela Luiza e Raysner de Paula), além dos atores Alexandre de Sena e Gláucia Vandeveld, que já estão em outros trabalhos da companhia. A luz é assinada por Nadja Naira, integrante da Companhia Brasileira de Teatro. Os curitibanos da Brasileira e os mineiros do Espanca! já se tornaram grupos parceiros. Juntos, realizaram um projeto de intercâmbio criativo e se encontraram em três edições do Acto – Encontro de Teatro. Nadja também assina a luz de ‘Congresso Internacional do Medo’, terceiro espetáculo do Espanca. “Conseguimos reunir uma equipe que mistura novos e antigos colaboradores. Esses parceiros de trabalho são essenciais no desenvolvimento da nossa linguagem ”, conta Marcelo.

O espetáculo foi financiado pela Petrobras, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

 

Sinopse:

Um grupo de alunos troca ideias sobre suas vidas e projeta o futuro enquanto mata aulas no auditório do colégio. No final do ano, pais e professores se juntam aos estudantes na esperada Feira de Ciências. Insatisfeitos com seus destinos, os adolescentes preparam uma apresentação capaz de questionar as imagens que representam e abalar as instituições que os rodeiam.

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Assis Benevenuto

Direção: Marcelo Castro

Atores: Alexandre de Sena (Andrey/Pai), Gabriela Luiza (Cíntia), Gláucia Vandeveld (Carla/Mãe), Gustavo Bones (Ígor), Lira Ribas (Brito/Irmã Mais Velha) e Raysner de Paula (Chico)

Participação em vídeo: João Araújo Moreira

Assistência de direção: Mariana Maioline

Assessoria vocal: Ana Hadad

Cenografia: Adriano Mattos Corrêa e IvieZappellini

Iluminação: Nadja Naira

Técnico e operador de Luz: Edimar Pinto

Figurino: Gustavo Bones e Lira Ribas

Trilha sonora: Marcelo Castro

Arranjo e execução da Primavera de Vivaldi: Peter Opaskar

Vídeo: André Halak

Coordenação de Produção: Aline Vila Real

Produção Local: Isadora Flores e Mariana Freitas

Realização: Espanca!

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 60 min

 

Vídeo |https://vimeo.com/107082460

 

O Ministério da Cultura e a Petrobras Distribuidora apresentam esta circulação através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Grupo Espanca!:

Nos últimos 11 anos, o grupo Espanca! criou 6 peças de teatro, um conjunto de obras que revela sua pesquisa sobre a encenação de dramaturgias contemporâneas que propõe discussões sobre os códigos do fenômeno teatral e a escrita de uma investigação chamada “poética da violência”. Há 5 anos, o grupo ainda mantém um espaço cultural no hipercentro de Belo Horizonte, aberto a propostas artísticas de diversas linguagens. Estima-se que os projetos da companhia já alcançaram mais de 120.000 pessoas em 59 cidades de 14 estados brasileiros. Com Por Elise (2005), Amores Surdos (2006), Congresso Internacional do Medo (2008) e Marcha Para Zenturo (2010) o Espanca! criou espetáculos inéditos escritos pela dramaturga Grace Passô. O Líquido Tátil (2012) foi escrito e dirigido pelo argentino Daniel Veronese, um dos maiores nomes do teatro mundial. Dente de Leão (2014) foi escrito por Assis Benevenuto e dirigido por Marcelo Castro. Estes trabalhos circularam pelos principais festivais de teatro do país, receberam diversos prêmios e nomeações (Shell, APCA, Qualidade Brasil, SESC-SATED, entre outros) e todos seguem no repertório da companhia. Na última década, eles fizeram 649 apresentações em todas as regiões do país, além de Alemanha, Colômbia, Uruguai e Chile.

Há 5 anos, o grupo desdobra seu trabalho artístico na concepção de um espaço que tornou-se referência na cena cultural belo-horizontina abrigando reuniões, ensaios, oficinas, debates, apresentações de teatro, performances, shows, projetos experimentais, saraus, feiras, exposições, atividades criativas e coletivas feitas por artistas e grupos culturais da cidade e do país. O Teatro Espanca! já tem público superior a 20.000 pessoas e mais de 800 agentes culturais envolvidos em sua programação. Sua manutenção também se dá em diálogo com a comunidade ao seu redor, através de práticas diárias de convivência, ações políticas e intervenções estéticas realizadas em diálogo com a rua, sua diversidade e suas contradições.

 

GRUPO ESPANCA!

Rua Aarão Reis, 542. Centro. Belo Horizonte, MG. CEP: 30.120-000

(31) 3657-7349 / 99197-3128

www.espanca.com

www.facebook.com/espanca

Serviço

Ministério da Cultura e Petrobras Distribuidora apresentam: Grupo Espanca! com o espetáculo Dente de Leão

Datas: 01, 02 e 03 de Julho – sexta, sábado e domingo

Horários:  Sexta e sábado  às 20h e domingo às 19h

Local: Teatro José Maria dos Santos(Rua Treze de Maio, 655 – São Francisco – Curitiba)

Ingressos: 20 inteira / R$10 – meia

 

Oficina de Teatro com Grupo Espanca!

Datas: 02 e 03 de Julho  – sábado e domingo

Horário: 14h às 17h

Local: Sede da Companhia Brasileira de Teatro – Rua José Bonifácio, 135 | sala 01 | Largo da Ordem

Descrição: esta oficina parte de princípios de atuação, cênicos e dramatúrgicos utilizados nas criações dos espetáculos do grupo Espanca!. Jogos e exercícios teatrais, leituras, discussões e práticas textuais estarão a serviço da criação coletiva em teatro. A oficina será ministrada por integrantes do grupo e do elenco do espetáculo Dente de Leão.

Vagas: 20 vagas

Inscrições gratuitas até o dia 28 de junho pelo site https://goo.gl/MDi9ew

Público alvo: atores, performers e estudantes de teatro

<fernandodproenca@gmail.com>

Espanca! Dente de Leão
Espanca! Dente de Leão
Espanca! Dente de Leão
Espanca! Dente de Leão

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.