Maringá recebe o circuito GRAPE 2016

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e a La Roche-Posay retomam o circuito GRAPE 2016, projeto que promove apoio e orientação aos portadores de doenças de pele estigmatizantes ou que comprometam a qualidade de vida do paciente e seu convívio no âmbito social. No dia 25 de junho (sábado), palestras gratuitas sobre a psoríase serão ministradas sob a coordenação da dermatologista Sineida Ferreira na Av. Franklin Delano Roselvelt, em frente ao número 5485, a partir das 9h. A ação levará o caminhão-auditório de La Roche-Posay ao Paraná para oferecer e trocar experiências entre os pacientes portadores da doença.

“O intuito do circuito é conscientizar a população sobre a doença e melhorar a qualidade de vida desses portadores, além de promover aproximação entre pacientes e dermatologistas”, diz Valerio Gargiulo, diretor de La Roche-Posay no Brasil.

As palestras serão abertas para toda população, e ministradas de 9h às 15h, com limite de 20 vagas, por ordem de chegada.

Gabriel Gontijo, presidente da SBD, reconhece a importância do Circuito GRAPE e reforça “instituições sem engajamento social não têm futuro”, conclui.

 

Confira o roteiro:

25 de junho: Maringá – PR

Dermatologista responsável: Dra. Sineida Ferreira

Local: Av. Franklin Delano Roselvelt, em frente ao número 5485.

O que é o GRAPE?

O GRAPE (Grupo de Apoio Permanente) é um projeto da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) que promove apoio e orientação aos portadores de doenças de pele estigmatizantes, ou seja, que comprometam a qualidade de vida do paciente e seu convívio no âmbito social. Grupos, coordenados por dermatologistas, complementam a assistência prestada no consultório aos pacientes com acne, psoríase, hanseníase, vitiligo e câncer da pele, dentre outras doenças.

 

Sobre a Psoríase*

A psoríase é uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. É uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que reaparecem periodicamente. Sua causa é desconhecida, mas sabe-se que pode ter relação com o sistema imunológico, com as interações com o meio ambiente e à suscetibilidade genética. Alguns fatores podem aumentar as chances de uma pessoa adquirir a doença ou piorar o quadro clínico já existente, dentre eles:

–  Histórico familiar – Entre 30 e 40% dos pacientes de psoríase tem histórico familiar da doença.

–  Estresse – Pessoas com altos níveis de estresse possuem sistema imunológico debilitado.

–  Obesidade – O excesso de peso pode aumentar o risco de desenvolver um tipo de psoríase, a invertida, mais comum em indivíduos negros e HIV positivos.

–  Tempo frio, pois a pele fica mais ressecada; A psoríase tende a melhorar com a exposição solar.

–  Consumo de bebidas alcoólicas.

–  Tabagismo: o cigarro não só aumenta as chances de desenvolver a doença, como também a gravidade da mesma quando se manifesta.

*Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia

www.psoriasetemtratamento.com.br

www.laroche-posay.com.br

www.facebook.com/sociedadebrasileiradedermatologia

www.facebook.com/LaRocheBrasil

<isabela.borges@approach.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.