Os caminhos do blues curitibano

Gringo's Washboard BandO blues, um dos ritmos mais influentes da música, foi essencial para o surgimento do jazz, do rock and roll, do rhythm and blues e do country. Nomes como Robert Johnson, Muddy Waters, Buddy Guy, BB King e Big Mama Thornton, entre tantos outros, entraram para a história da música com suas poderosas canções deste estilo. Assim, ele não poderia deixar de fazer parte da noite curitibana. O cenário local conta com seus projetos independentes, dedicados a valorizar o estilo e relembrar seus grandes nomes. Um dos espaços cativos é a noite Chicago Clubes Night, do Sheridan´s Irish Pub, que toda a quarta-feira abre espaço para o seminal estilo sonoro.

Nesta semana, no dia 22 de junho, será a vez do Ronnie Blues Trio, por exemplo. Criado em 2013, o grupo tem inspirações em nomes como Freddie King, Muddy Waters e Stevie Ray Vaughan. No repertório, também incluem interpretações de sucessos da música em versão blues, indo de Adele a Santa Esmeralda. “O blues te dá mais liberdade para colocar seu próprio estilo nas interpretações”, explica Ronnie Banzone, líder do trio.

Nos anos 90 a capital paranaense recebeu muitos dos artistas mundialmente famosos no blues, como Magic Slim, Charlie Musselwhite, Buddy Guy e Robert Cray. Com o dólar favorável e um circuito de shows e festivais internacionalizado, o estilo desfrutou de grande espaço. Hoje, se não vive tamanho boom, ainda preserva público fiel e encanta com suas notas. Como afirma o músico Tony Caster, “o blues resiste, mesmo com menos espaço”. Bar mais dedicado ao rock, o Sheridan´s voltou sua quarta-feira ao estilo. Na Chicago Blues Night, toda semana, entram em cena grupos como Blue Mojo, Gringo’s Washboard Band e Tony Caster & The Black Mouth Dogs.

“É significativo esse apoio de casas como o Sheridan’s, mesmo dedicado ao rock, de abrir uma noite ao blues”, comenta Guto Krainski, da Gringo’s. O músico, que toca o washboard (tábua de lavar adaptada para fazer música, remetendo ao princípio do blues), se dedica ao estilo há quatro anos e meio. Para ele, o estilo ainda tem muito a mostrar. “Tem bastante gente que gosta de blues, que acompanha nossos shows e que segue a programação”, diz Krainski.

A relação do público com a música está mais forte, como aponta Caster: “Antes o contato com o blues era difícil, ter que garimpar em lojas de discos por artistas novos, hoje tem YouTube, é mais fácil”. Tony Caster se dedica ao gênero desde 1998, tendo passado por bandas como Blue Note e Twisted Blues, e se dedicando à carreira solo, com blues bands. Com um bom e fiel público, o músico acredita que “a cena local poderia ser melhor valorizada”, seguindo os passos do Chicago Blues Night: “o Sheridan’s é importante para o blues local por esse projeto”.

E a cena curitibana conta com muitos nomes interessantes do blues, desde projetos tradicionais aos mais inovadores. Bené Chireia, que fundou a banda Mister Jack, sucesso dos anos 2000, o músico Lucian Araújo e a banda Boogie Jump são alguns outros exemplos de artistas que mantém o blues nas veias curitibanas. O reconhecimento do trabalho chega a ser internacional. O norte-americano Tail Dragger, lenda do Chicago Blues que esteve no estado para uma série de apresentações, foi assistir ao show do Tony Caster & The Black Mouth Dogs no começo de maio, no Sheridan’s, e acabou subindo no palco para cantar com a banda.

BLUES NO SHERIDAN’S

Há dois anos teve início a Chicago Blues Night. Gustavo Haas, sócio da casa, relembra a conexão com o rock. “Como precursor, o blues merece uma homenagem no Sheridan’s”, afirma, “quem gosta de boa música, de um bom rock, gosta de blues”. Ele esteve duas vezes em Chicago, região onde o gênero se desenvolveu com uma pegada mais elétrica e animada. “Ainda que as letras sejam sempre mais pesadas, com histórias de amores partidos e azar em apostas, o Chicago Blues é mais enérgico”, diz.

Para esta noite, o Sheridan’s passa por uma mudança no espaço. A área em frente ao palco recebe mesas. “O blues pede esse clima mais intimista, então há essa oportunidade de ficar mais próximo da banda”, explica Haas. Valorizando o estilo, as quartas da casa são memoráveis para os fãs, que aproveitam os grandes sucessos apresentados por importantes bandas locais. Artistas nacionais e internacionais também costumam pontuar em ocasiões especiais, referendando que os caminhos do blues curitibano passam mesmo pelo pub ao estilo irlandês.

CHICAGO BLUES NIGHT NO SHERIDAN’S IRISH PUB

DATA: Quartas-feiras
HORÁRIO: Abertura da casa às 19h.
ENTRADA: feminina free até 21h após R$ 8, masculina R$ 15 a noite toda.
ENDEREÇO: Rua Bispo Dom José, 2315 – Batel – Curitiba, PR
INFORMAÇÕES: (41) 3343-7779 | www.sheridansirishpub.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.