As belezas da região central do Estado de São Paulo

A Tocha Olímpica passeia nesta segunda-feira (18) por Jaú, Araraquara, São Carlos e Ribeirão Preto

unnamed
Jaú. Foto: banco de imagens/Prefeitura de Jaú.

A Tocha Olímpica continua nesta segunda-feira (18) seu percurso pelo interior paulista. E a primeira parada do dia será em Jaú. Banhada pelo Rio Tiete, a cidade já teve sua economia baseada na produção de cana de açúcar. Os turistas encontram na cidade uma diversidade de atrativos naturais, como a Reserva Ecológica Amadeu Botelho, a Lagoa do Irerê e a Fazenda Mandaguahy. No patrimônio arquitetônico, os destaques são o Museu Municipal, o Monumento Mausoléu de João Ribeiro de Barros, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio e a Praça da República. Outro ponto que recebe muitos visitantes é o local onde Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, o primeiro santo brasileiro realizou o “Milagre da Bilocação” – estar em mais de um lugar ao mesmo tempo.

Na bela Araraquara, um dos destaques é a rua 5, formada por arcos de oitis e pavimento de paralelepípedos. O local tem o título de rua mais arborizada e bonita da cidade, atraindo o olhar de fotógrafos de várias cidades. No campo das festas religiosas, a Paróquia de Santo Antônio realiza há mais de 70 anos uma das mais famosas quermesses da cidade. É conhecida pela venda do “bolo de Santo Antônio”, para as solteiras que querem se casar. Vale também uma passada pela Chácara Sapucaia, foi lá que Mário de Andrade escreveu a obra-prima Macunaíma. A chácara fica no Centro Cultural Professor Waldemar Saffioti.


Museu do Café. Foto: banco de imagens/Prefeitura de Ribeirão Preto


A terceira parada será em São Carlos, cidade universitária onde é possível conhecer a Casa Euclides da Cunha, construída no século XIX, que abrigou o escritor e engenheiro quando ele supervisionava a obra do Edifício Paulino Carlos, primeiro grupo Escolar Público de São Carlos. A Catedral São Carlos está localizada no local onde foi erguida a primeira igreja, em torno da qual a cidade teve origem.


Jardim Japonês. Ribeirão Preto. Foto: banco de imagens/Prefeitura de Ribeirão Preto

O pernoite do símbolo olímpico será na cidade de Ribeirão Preto, famosa pela produção de café. Lá, vale a pena conhecer o Museu do Café Francisco Schmidt, no campus da USP, com uma grande coleção de máquinas para beneficiar café, fotos e grandes esculturas. Chegando ao centro da cidade, visite o Quarteirão Paulista,  formado pelo conjunto arquitetônico que abrange o Theatro Pedro II e o prédio do antigo Palace Hotel. Outro belo cartão postal é o Jardim Japonês, que oferece um cenário composto de lagos, flores, pontes, bancos, quiosques e plantas ornamentais de origem japonesa doadas pela colônia radicada na cidade. <ascom@turismo.gov.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.