Curitiba se emociona com as histórias de Alexandre Amorim e de Alessandra Marchioro

Uma festa de arrepiar. Foi o que aconteceu na concessionária AR Motors Park, da Nissan, em Curitiba na tarde desta quinta-feira durante a passagem da Tocha Olímpica pela capital paranaense. Alexandre Amorim, convidado pela Nissan e um dos fundadores da ONG ASID, que tem como objetivo desenvolver a gestão das instituições que ajudam milhares de pessoas com deficiência no Brasil, chegou ao local conduzindo a chama olímpica ao lado de várias crianças muito especiais.

“Foi demais e emocionante conduzir a Tocha representando todas as pessoas com deficiência. Ter cada um deles ao meu lado nesse momento, foi fantástico. Essa é a ideia: mostrar que caminhamos juntos, independente das deficiências e dos limites. Quero agradecer muito à Nissan por nos proporcionar esse momento único e, principalmente, ter aceito a história da ASID e de ter a ideia de criar um grupo, um time, para levar a Tocha. Foi sensacional. Agradeço demais pela experiência. Isso ficará para sempre em nossas memórias”, disse Amorim.

A chama deixou a concessionária depois da apresentação do humorista Marcelo Marrom, pelas mãos de Gladys Mariotto, criadora de uma startup educacional, que possui metodologia própria para pessoas com baixa escolaridade.

Mais cedo a atleta do Time Nissan, Alessandra Marchioro, conduziu a Tocha em um dos pontos mais belos da capital paranaense, o Jardim Botânico. Emocionada e chorando bastante, a nadadora revelou que conduzir a chama serviu de estímulo para lutar por uma vaga no Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

“Foi uma emoção indescritível conduzir a Tocha. Milhares de coisas passaram na minha cabeça enquanto eu a carregava: vieram os treinos, as dores… Ainda tenho uma dorzinha extra por saber que não vou estar nos Jogos. Foi bem difícil achei que não teria graça carregar a Tocha depois de não conseguir a classificação. Só que viver tudo isso hoje, conduzir essa chama na minha cidade só me motiva a lutar e estar em 2020. Acho que era justamente isso que a Nissan queria me convidando e com certeza conseguiu”.

Mais histórias em: http://nissannews.com/pt/rio-2016

Fotos para download: http://nissannews.com/pt/rio-2016/photos?query

<Marcus.Pinto@nissan.com.br>

Nissan Tocha Olimpica
Alexandre Amorim e as crianças apoiadas pela ONG criada por ele, na Concessionária Nissan em Curitiba / Crédito: Marcos Charneski/ Nissan/Divulgação
Nissan Tocha Olimpica
Alexandre Amorim, Gladys Mariotto e Alessandra Marchioro na Concessionária Nissan em Curitiba / Crédito: Marcos Charneski/ Nissan/Divulgação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.