Entenda porque sentimos mais fome no inverno

A chegada do inverno vem também acompanhada por um aumento do apetite para muitas pessoas. É comum durante o inverno sentir que a fome cresce na época de frio e diminui no verão. Além disso, nesta época, aumenta a vontade de consumir alimentos mais calóricos e gordurosos.

Especialistas têm algumas recomendações que podem ser seguidas para driblar o inverno sem engordar e garantir a continuidade das dietas para os que querem emagrece.

De acordo com o médico e especialista em obesidade, cirurgião Caetano Marcheisni, a sensação de aumento do apetite pode, em parte, ser explicadas pela ciência.

“No inverno nosso corpo gasta mais energia para manter a temperatura estável e, para compensar essa perda energética, precisa consumir mais calorias”, explica Marchesini. “Porém, se não tomarmos cuidado, corremos o risco de exagerar e, como consequência, terminar o inverno com alguns quilinhos extras e os exames de colesterol alterados”, completa o médico.

Outra questão é que no frio não basta se aquecer de fora para dentro, ou seja com roupas quentes e pesadas. “É preciso se aquecer também de dentro para fora, pois nos dá uma sensação de conforto térmico”, ressalta o especialista. Segundo ele, é por isso que bebidas quentes como chás, cafés e chocolates quentes são tão comuns no inverno. “Os pratos quentes e calóricos são mais consumidos e as comidas frias como salada e frutas são muitas vezes deixadas de lado”, menciona Marchesini.

Um recente estudo realizado em Campinas (SP), e que acompanhou 227 mil indivíduos, verificou que os níveis de colesterol “ruim” (LDL) aumentavam significativamente no inverno e diminuíam no verão.

NUTRIÇÃO EM FOCO – A nutricionista Tamires Precybelovicz – que integra a equipe da Clínica Caetano Marchesini – explica que entre as principais causas para o aumento de peso e de colesterol ruim durante o inverno estão o consumo de alimentos gordurosos e a redução da prática de atividade física.

“Os alimentos gordurosos podem elevar o colesterol ruim e praticar exercícios com menor frequência também pode afetar indiretamente os níveis de colesterol”, ressalta Tamires.

A nutricionista atenta para o fato de que este comportamento se enquadra como fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabetes.

Dr Caetano Marchesini e dra Tamires Precybelovicz

Confira 7 dicas para não engordar neste inverno.

 

  1. Procure manter o intervalo médio de três horas entre as refeições. O hábito de se alimentar em intervalos regulares é benéfico, pois contribui para o bom ritmo do metabolismo, já que o organismo tem que ‘gastar’ energia para digerir os alimentos e absorver seus nutrientes.
  2. Mastigue os alimentos lentamente. A mastigação adequada ativa a liberação de hormônios que contribuem para a saciedade.
  3. Invista em um café da manhã balanceado, optando por uma fonte de proteína magra: ovo cozido, iogurte desnatado, patê de atum. Assim, evitará “beliscar” durante a tarde.
  4. Não deixe de consumir frutas. Uma boa opção é esquentar banana, maçã ou pera no micro-ondas e depois polvilhar canela. Se a vontade por doces for muito grande, derreta junto um quadradinho de chocolate meio amargo.
  5. Se ficar difícil consumir saladas cruas, opte por legumes e verduras refogados, deixando de lado temperos prontos.
  6. Substitua o chocolate quente por chás sem açúcar: erva cidreira, camomila, hortelã, alecrim.
  7. Ao fim do dia, prepare uma sopa que contenha uma fonte proteica e um carboidrato. Não esqueça de caprichar nas verduras e legumes. Evite o uso de temperos industrializados e, principalmente, o uso de sopas prontas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.