Golfe: Jinbo Ha e Lauren Grinberg conquistam Brasileiro Juvenil no Paraná

O coreano Jinbo Ha e a paulista Lauren Nunes Grinberg venceram nesta sexta-feira as principais categorias do 27º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil de Golfe, maior competição do País para jovens golfistas, que ocorreu no Alphaville Graciosa Clube, em Pinhais (PR). Ambos precisaram enfrentar um plaoff para poder comemorar o título. O torneio valeu para os rankings Mundial (WAGR) e nacional e foi organizado pela Confederação Brasileira de Golfe (CBG).

Jinbo, sócio do Terras de São José Golfe Clube, de Itu, havia iniciado a rodada final com cinco tacadas de vantagem em relação ao vice-líder, o gaúcho Rohan Boettcher. Com uma volta final de 67 tacadas, Boettcher (68/70/67) terminou com as mesmas 205 tacadas de Jinbo (68/65/72). Jinbo precisou de três buracos de playoff – jogaram o 18 até desempatar – para vencer com um birdie. “Costumo jogar muito bem aqui, mas na final joguei mal. Estou feliz com a vitória”, disse o campeão, que nasceu na Coréia do Sul e vive em Campinas (SP). O terceiro colocado foi o paranaense Ulisses de Toledo Junior, com 214 tacadas (72/70/72).

Andrey Xavier, do Belém Novo Golf Club (RS), conquistou com folga o título da categoria pré-juvenil masculina. Ele totalizou 218 tacadas (73/70/75), contra 224 (75/75/74) do vice-campeão, o paulista Thomas Choi, que defendia o título conquistado em 2015. O terceiro colocado foi João Vitor Toledo (DF), com 225 (77/74/74).

Gabriel Mercer Gallego (PR) foi o campeão entre os golfistas de 12 a 13 anos, com 243 tacadas, seguido por Marcos Park (SP), com 248, e Nicholas Ho Ji Song (SP), com 255. Na categoria até 11 anos, Pedro Pelicioni (SP) venceu de ponta a ponta com 251, seguido por Pedro Miyata (SP), com 270, e por Lucas Medeiros (SP), com 292.

Feminino – Lauren, sócia do Lago Azul Golfe Clube (SP), venceu de virada. Ela estava em terceiro lugar, a quatro tacadas da líder, Ana Beatriz, e empatou com ela ao término da rodada, ambas com 227. No playoff, Lauren levou a melhor ao fazer bogey no buraco 18 para se tornar bicampeã brasileira juvenil – ela já havia conquistado o título também em 2014. “Queria muito este título. Joguei mal nos dois primeiros dias, mas melhorei na final”, disse ela. A terceira colocada foi Laura Caetano, de Brasília, com 233, seguida por sua irmã gêmea, Luíza, com 234.

Além de vice-campeã juvenil, Ana Beatriz comemorou também o título de campeã brasileira pré-juvenil. Fernanda Silva (SP) foi vice-campeã, com 228, seguida de Beatriz Junqueira (RJ), com 253. Na categoria de até 13 anos, a campeã foi Maria Emilia Gomes Pereira (RJ), com 219, seguida por Meilin Hoshino (SP), com 274, e por Maria Julia Ribeiro (SC), com 290.

A Federação Riograndense de Golfe foi campeã da Copa Juventude de Golfe, que foi disputada por equipes mistas de três jogadores indicados pelas Federações. Os gaúchos somaram 423 tacadas, contra 430 dos paranaenses, vice-campeões.

Rolex é o relógio oficial da CBG. O 27º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil de Golfe conta com apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e com recursos da Lei Agnelo Piva. A organização é da CBG, com apoio da Federação Paranaense e Catarinense de Golfe e do Alphaville Graciosa Clube.

VEJA A PÁGINA DO TORNEIO PARA RESULTADOS E MAIS INFORMAÇÕES

Sobre a CBG – A Confederação Brasileira de Golfe (CBG) foi criada em 1958, com o nome ABG – Associação Brasileira de Golfe – para que o Brasil participasse do primeiro campeonato por equipes do Royal & Ancient Golf Club of Saint Andrews (R&A), uma das mais antigas e tradicionais instituições do golfe mundial.

Rebatizada em 1976, a CBG é uma associação sem fins lucrativos que tem por objetivo dirigir, propagar e desenvolver o golfe nacional, sendo também o órgão normativo e disciplinar brasileiro para o esporte reconhecido por entidades internacionais. Entre suas atribuições, estão: realizar campeonatos, torneios e competições de golfe em âmbito nacional e internacional, criar e manter o cadastro de atletas amadores (handicap system) e profissionais, incentivar e divulgar, por meio de processos educativos e de projetos como o Golfe Para a Vida, a cultura física, ética e de cidadania do esporte. A CBG é filiada ao R&A, à Federação Sul-Americana de Golfe, à International Golf Federation (IGF) e ao Comitê Olímpico do Brasil. ( fruet@albatrozcom.com.br)

289358_623633_img_2973_web_
Os campeões juvenis, Lauren Grinberg e Jinbo Ha (Gustavo Garrett/CBG)
289358_623632_img_2944_web_
Os campeões pré-juvenis, Andrey e Ana Beatriz (Gustavo Garrett/CBG)
289358_623614_img_2735_web_
Jinbo Ha comemora a vitória (Crédito: Gustavo Garrett/CBG)
289358_623613_img_2533_web_
Lauren Grinberg, bicampeã juvenil (Crédito: Gustavo Garrett/CBG)
289358_623612_img_2416_web_
Rohan Boettcher,vice-campeão juvenil (Crédito: Gustavo Garrett/CBG)
289358_623611_img_2399_web_
Andrey Xavier,campeão pré-juvenil brasileiro (Crédito: Gustavo Garrett/CBG)
289358_623610_img_2570_web_
Ana Beatriz, campeã pré-juvenil (Crédito: Gustavo Garrett/CBG)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.