Ilhabela: o exuberante arquipélago do litoral paulista

Conhecida como a Capital Nacional da Vela, a cidade recebe a Tocha Olímpica nesta segunda-feira (25)

 Por Tatiana Alarcon, enviada especial da Agência de Notícias do Turismo

 unnamed

Praia de Jabaquara. Crédito: Tatiana Alarcon

 Reconhecido oficialmente como a Capital Nacional da Vela, o arquipélago de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, é um dos maiores redutos de turistas do país. A charmosa ilha, de quase 350 quilômetros quadrados, possui 42 praias, mais de 300 cachoeiras e 27 mil hectares de Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos e preservados do planeta. Para chegar, é preciso pegar uma balsa no município de São Sebastião, a 206 quilômetros da capital paulista.

O centro histórico e comercial da cidade fundada em 1805 é especialmente encantador. A Vila, como é chamada, conserva os traços de um povoado tradicional, mas surpreende pela combinação das construções clássicas com os casarões modernos e luxuosos. Lá estão a Igreja Matriz Nossa Senhora D’Ajuda e Bom Sucesso, a Antiga Cadeia e Fórum, a Casa de Cultura e o Píer da Vila, primeiro ponto a receber a Tocha Olímpica, que visita a cidade nesta segunda-feira (25).

Capela da Praia da Armação. Crédito: Tatiana Alarcon

Com 130 quilômetros de costa, as praias da ilha são paisagens paradisíacas. De águas cristalinas e areias claras, elas se podem ser calmas ou mais agitadas, agradando tanto a aventureiros quanto a famílias em busca de tranquilidade. O tour pelas praias é feito de carro pelo lado oeste da ilha ou de barco, pelo Leste.

Ao Leste, uma única avenida leva os visitantes às praias do Norte e do Sul. Se o início do passeio for ao norte, o primeiro ponto a visitar é a Praia do Jabaquara, a última com acesso a carro, já em estrada de terra. Cercada pela mata preservada, a praia de mar calmo é de um tom azul-turquesa, que chega a formar piscinas naturais, perfeito para ir com crianças.

Voltando pela rua principal, fica a praia da Armação, onde crianças, jovens e adultos se aventuram no windsurfe e kitesurf. É lá também que fica a Associação de Windsurf de Ilhabela e a escola de esportes náuticos, para quem quer se arriscar na combinação de mar e vento. A praia abriga também a simpática igrejinha Capela Imaculada Conceição, que antigamente recebia as comunidades locais de pescadores.

Píer da Vila.Crédito: Tatiana Alarcon

Chegando às praias do Sul, o santuário ecológico da Praia das Pedras Miúdas, em frente à Ilha das Cabras, abriga uma das mais ricas comunidades de animais marinhos. Lá, os turistas podem fazer mergulho e contemplar os mais variados peixes e recifes de corais.

Além disso, entre as praias do Sul e do Norte da ilha está a Cachoeira da Toca, uma das mais conhecidas da região. O nome do local se refere à gruta da Toca, por onde passa o rio que desce as pedras formando um ‘tobogã’ para os visitantes. O local também é sede de um engenho de cana de açúcar, que produz uma das melhores marcas de aguardente da região. Perto dali, também ficam a Cachoeira Três Tombos, a Praia dos Castelhanos e a Praia do Bonete, grandes atrações da ilha.

IMPORTANTE – O uso de repelentes em Ilhabela é tão importante quanto o de filtro solar. Esse item é essencial para garantir o bem estar do visitante na viagem ao paraíso e garantir a proteção contra os famosos borrachudos.

INVESTIMENTOS – Em Ilhabela, o Ministério do Turismo conta com investimentos que já somam R$ 3,65 milhões. São obras voltadas ao estímulo do fluxo de visitantes à região, tais como a construção e ampliação do atracadouro da Praia de Grande, no Complexo de Cais Turístico de Ilhabela. <ascom@turismo.gov.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.