Maternidade Victor Ferreira do Amaral recebe 13 equipamentos novos

Três cardiotocógrafos, oito detectores fetais e dois oxímetros. Estes novos materiais foram doados à Maternidade Victor Ferreira do Amaral (MVFA) para auxiliar o trabalho dos funcionários e o atendimento para as futuras mães. Juntas, as 13 máquinas custam, aproximadamente, R$ 65 mil.

Para Sezifredo Paz, diretor da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (SESA) – a qual doou os detectores, oxímetros e um cardiotocógrafo -, a ajuda possibilita melhores condições de atender a população, objetivo do Complexo Hospital de Clínicas da UFPR (Hospital de Clínicas e MVFA).

“Estamos colaborando para uma melhor estruturação da Maternidade que faz um número significativo de partos*, além de estar integrada aos projetos Mãe Paranaense e HospSUS”, afirma.  * Em 2015, foram realizados 2.664 partos na MVFA, incluindo todas as modalidades.

Primeira vez

Desde a assinatura do contrato de co-gestão da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), em outubro de 2014, os Amigos do HC ainda não tinham contribuído com a Maternidade. De uma vez, deram dois cardiotocógrafos.

“A partir dessa oportunidade, também cuidaremos da Maternidade. Com as doações, é possível monitorar a gestante e, caso algo errado apareça, a criança não vai sofrer. Quem não possui tantos recursos materiais pode se beneficiar com aparelhos modernos e atuais”, declara Maria Elisa Paciornik, diretora-superintendente dos Amigos do HC.

Flávio Tomasich, superintendente do Complexo Hospital de Clínicas, acredita que os atendimentos vão aumentar em cerca de 25%. “Os equipamentos vão entrar em uso amanhã*, pois são importantes para o uso diário. Isso faz com que a maternidade se prepare para aumentar e melhorar o atendimento à comunidade”, ressalta.  * Sábado 09/07.

Paralelo a isso, duas enfermarias, de quatro leitos cada, tiveram readequações físicas, como uma nova pintura.

Funções

Segundo Marcos Takimura, chefe da Divisão Médica da MVFA, as novas ferramentas têm as seguintes utilidades:

Oxímetro – mede o nível de oxigênio no sangue, tanto de gestantes quanto de recém-nascidos. Possui múltipla função que serviria para centros obstétricos e enfermarias.

Cardiotocógrafo – monitoriza a vitalidade do feto. Serve para identificar o risco de morte.

Detector fetal – aponta a frequência cardíaca do feto. É mais simples e para uso corriqueiro.

<assmkthc@gmail.com>

2_3 3.1 5_7

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.