McDonald’s apresenta seu maior quiosque de sobremesa durante a Rio-2016

Quebrar recordes não é tarefa somente dos atletas que estarão nos Jogos Olímpicos Rio 2016. O McDonald’s, restaurante oficial do evento, está finalizando a construção do maior quiosque de sobremesas do mundo no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. São 200m2, 7 metros de altura (equivalente a um prédio de dois andares) e cinco posições de caixa. Para operá-lo, foram recrutados 57 funcionários – segundo a empresa, os melhores em atividade na cidade do Rio de Janeiro. A expectativa é atender 25 mil clientes por dia.
Segundo o diretor de Comunicação da Arcos Dourados e responsável pelo pelo programa olímpico, David Grinberg, a marca vai oferecer para o público um menu otimizado e icônico, ou seja, os sucessos de público. Estarão disponíveis, de acordo com o executivo, a famosa casquinha, sundae de chocolate e morango e três sabores de McFlurry. “Os preços que vamos praticar serão os de mercado, ou seja, não terá diferença entre os valores do parque e dos restaurantes do Rio”, afirma Grinberg.
Além de renovar o compromisso da marca com a vida ativa – o McDonald’s patrocinou a primeira Olimpíada em 1976 –, oferecer alimentação para público e atletas reforça a operação local da empresa, que está no país há 37 anos e emprega mais de 35 mil funcionários. E parte deles será diretamente beneficiada pelo patrocínio. Além do grupo que vai operar os quiosques, 91 colaboradores serão ‘importados’ de São Paulo para trabalhar no restaurante da marca na Vila Olímpica. A primeira turma, formada por 11 funcionários, chegará ao Rio de Janeiro no próximo dia 23.
Ainda segundo Grinberg, assim como para o quisoque, a meritocracia foi o ponto inicial para escalar os funcionários para o restaurante, que também está nas marteladas finais, quase pronto. “Sem dúvida, será uma experiência inigualável. Eles terão transporte e hospedagem por conta da empresa, além da chance de, quem sabe, servir McNuggets para o Usain Bolt”, brinca o diretor, referindo-se ao produto McDonald’s preferido do atleta jamaicano.
Toda a estrutura usada na construção dos dois espaços e do McCafé – que atende exclusivamente a rede norte-americana NBC, na área exclusiva para jornalistas – é feita de madeira certificada. E o material já tem destino certo: após o fim da Olimpíada, será enviado a parceiros ‘verdes’, para reciclagem e reuso.
Resultado financeiro
A divisão brasileira da Arcos Dorados, maior franquia do McDonald’s no mundo, registrou crescimento de 8,2% na receita do primeiro trimestre de 2016, em relação ao mesmo período de 2015, em Reais. O faturamento reportado foi de US$ 288,6 milhões.
Em relação ao EBITDA Ajustado, a empresa atingiu um resultado 39,6% superior em Reais em relação ao 1º trimestre do ano passado, somando US$ 35,3 milhões.
“Os resultados reforçam que a estratégia de focar no cliente e na excelência da operação está correta. Ainda vivemos em um cenário econômico instável, mas nossa experiência de Brasil nos dá também musculatura para enfrentar o momento e buscar, com sucesso, soluções inovadoras para expandir a liderança do nosso negócio”, afirma Paulo Camargo, presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados.
Entre as ações que contribuíram para o sucesso dos resultados no primeiro trimestre estão o reforço das plataformas de valor existentes e a entrega de novidades para os consumidores, como o lançamento da linha premium Signature – com o sanduíche ClubHouse -, novos sabores de sobremesa McFlurry Trufado Kopenhagen e Amor aos Pedaços, além da boa aceitação das propriedades de McLanche Feliz.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.