Orelhas de abano? Dê adeus a elas!

Ter apelidos indesejáveis como “orelhudo”, “orelha de elefante” ou “dumbo” por causa do tamanho ou formato da orelha não é nada agradável. As famosas orelhas de abano, que esteticamente causam incômodo, podem ser prejudiciais principalmente para as crianças, justamente pelo bullying que elas acabam sofrendo na escola e na convivência com outros colegas.

Segundo o otorrinolaringologista Antonio Nassif Filho, da Otorrinos Curitiba, crianças a partir de seis anos já podem realizar a cirurgia, que é considerada simples. “A partir desta idade, a orelha já está formada, e é quando indicamos a otoplastia. Normalmente quem tem orelha de abano pode desenvolver problemas psicológicos, e os alvos mais comuns são as crianças e os adolescentes. Por isso essa cirurgia é indicada na infância para evitar tais transtornos”, explicou o especialista.

A orelha de abano nada mais é que uma orelha com deformidades, onde ela se afasta muito da cabeça e, com isso, se torna muito evidente aos olhos de todos. A otoplastia, além de corrigir essa má formação, auxilia no aumento da autoestima, melhora a aparência e evita casos de bullying.

Para a realização da cirurgia em crianças, normalmente a anestesia é geral; já nos adultos a sedação é local. Geralmente após três meses já é possível ver o resultado definitivo do procedimento.

O doutor Nassif aproveitou e deu algumas orientações sobre os cuidados no pós-operatório. “Após a cirurgia o paciente precisa usar uma faixa cirúrgica na cabeça por quatro dias e após isso trocar por uma faixa elástica. Os pontos são retirados entre sete e dez dias após a cirurgia. Aconselhamos usar a faixa elástica sempre que possível durante o dia e o mais importante durante a noite, para dormir, durante 30 dias, para evitar que a orelha se dobre durante o sono. Após retirar a faixa cirúrgica, o paciente pode voltar ao trabalho e normalmente retornar às atividades físicas entre duas e três semanas”, finalizou.

 

Sobre Prof. Dr. Antonio Nassif Filho

Antonio Nassif Filho é formado em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), com Mestrado e Doutorado pelo Departamento de Cirurgia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). É Professor Titular de Otorrinolaringologia da PUC-PR e Membro Titular da IFFPRS (International Federation of Facial Plastic and Reconstruction Surgery). Nassif Filho também é Membro Titular da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face, chefe do Serviço de Otorrinolaringologia da Santa Casa de Misericórdia do Paraná, preceptor de Plástica Facial do Serviço de Otorrinolaringologia da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital da Cruz Vermelha.

 

Sobre a Otorrinos Curitiba

A Otorrinos Curitiba é a mais nova referência no atendimento da área de otorrinolaringologia da capital paranaense. Inaugurada em setembro de 2015 no bairro Mercês, a clínica possui estrutura moderna, excelente localização, tecnologia de ponta e profissionais altamente renomados para oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

A Otorrinos Curitiba possui horário de atendimento diferenciado: de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 9h às 13h. Para maior comodidade dos pacientes, possui estacionamento no local.

A clínica atende aos seguintes convênios: Unimed, Amil Assistência Saúde, Bradesco Saúde, Copel, Cassi, Evangélico Saúde, Mediprev, Sanepar, Saúde Caixa, Sinam, SulAmérica e Voam.

 

Serviço:

Otorrinos Curitiba

Rua Doutor Roberto Barrozo, 1381, 1º andar – Mercês

Telefone: (41) 3335-0302 / 3336-9640 / 3339-4084

Site: www.otorrinoscuritiba.com.br

 

Foto: Divulgação

(gezianediosti@gmail.com)

a790809d-1771-4410-a9bf-9f1903bb020a

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.