Robôs feitos de materiais recicláveis desenvolvem a criatividade de crianças e adolescentes

Que tal deixar de ser apenas um usuário da tecnologia e mergulhar em suas ferramentas, saber como funcionam e por meio delas aprender Matemática, Física, Química? E por que não aliar essa atitude ao reaproveitamento de materiais recicláveis? Essa é a ideia de Lucas Filipak, professor, analista de sistemas e aluno do Mestrado em Educação e Novas Tecnologias do Centro Universitário Internacional Uninter.

O projeto Robótica Pedagógica com Materiais Recicláveis mostra, na prática, como funcionam algumas matérias escolares, ensina a pensar de maneira rápida e lógica, e estimula a criatividade e o trabalho em equipe durante a montagem de um carro-robô com produtos reciclados. São materiais simples, de baixo custo ou que podem ser encontrados em casa, como palitos de picolé, espaguete de piscina, pilhas e peças de antigos computadores.

“Meu objetivo é evoluir e tornar essa robótica sustentável uma ferramenta interdisciplinar em escolas e universidades”, explica o professor.  A aula já fascina as crianças e adolescentes do Colégio Estadual Santa Cândida, em Curitiba, e se depender de Filipak, vai encantar também estudantes em cursos superiores de Pedagogia e Letras, que vão poder passar esses conhecimentos para seus futuros alunos.

*Imagem meramente ilustrativa

<virginia@lw2.cmamail.com.br>

unnamed

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.