Crianças lançam livro sobre ferrovia em sessão de autógrafos

O livro “A ferrovia na visão das nossas crianças”, com poemas e desenhos feitos por estudantes de 10 a 12 anos, foi lançado em sessão de autógrafos nesta sexta-feira na Escola Municipal Cel. Durival Britto e Silva, em Curitiba. Alunos, pais, educadores e coordenadores do projeto participaram do lançamento da obra, elaborada com participação de cinco escolas do Paraná, São Paulo e Santa Catarina. O projeto é desenvolvido pela Rumo, a maior concessionária de ferrovias do País.

A estreia das crianças na literatura comoveu pais, educadores e coordenadores do projeto. Cerca de 50 pessoas participaram da sessão de autógrafos. “Fiquei emocionada quando li a poesia de meu filho, com rimas bem feitas e tanta expressão. O projeto trabalha de forma lúdica uma questão muito importante: a segurança ferroviária”, disse Ana Joci Luz, mãe de Lucas Moraes da Luz, autor de um dos poemas do livro. Ele se inspirou nos relatos dos ferroviários que visitaram sua escola e achou a experiência “divertida”. “Talvez eu seja um escritor”, afirmou, entre um autógrafo e outro.

O livro “A ferrovia na visão das nossas crianças” foi escrito por crianças de 9 a 12 anos. Os coordenadores do projeto mobilizaram filhos de ferroviários e estudantes de cinco escolas situadas nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

Com tiragem de 2 mil exemplares, a obra traz 80 páginas de textos e desenhos feitos por meninos e meninas do ensino fundamental. Eles se inspiraram em depoimentos de ferroviários e de especialistas em transporte e segurança.

“O projeto estimulou as habilidades de expressão dos alunos no desenho e na escrita”, afirma a diretora da Escola Durival Britto e Silva, Anaí Rodrigues. “Nos orgulhamos de fazer parte do programa.” Para ela, formar cidadãos leitores e escritores não é tarefa só da escola.  “A Rumo cumpre seu papel na sociedade estimulando e valorizando estas aprendizagens com o livro ‘A Ferrovia na visão de nossas Crianças”, acrescenta.

 

Jovens autores

O livro mostra “as sensações vividas por nossas crianças em relação à ferrovia”, afirma o presidente da Rumo, Julio Fontana Neto, na mensagem de agradecimento às escolas, aos educadores e aos colaboradores da Companhia, impressa na obra. Ele agradece aos jovens autores, especialmente os filhos de ferroviários, que demonstraram ligação afetiva com a atividade profissional de seus pais. No total, mais de 100 pessoas participaram do projeto.

“No início, o que impressionava era a curiosidade das crianças”, diz a coordenadora do projeto, Carmen Maron, responsável pelo setor de Relações Sociais da Rumo. “Com a obra concluída, ficou ainda mais evidente a relação emotiva com o transporte ferroviário e um surpreendente grau de compreensão quanto à sua importância. Os trens encantam as pessoas, e as crianças conseguem expressar esse sentimento de maneira espontânea”.

“O conteúdo elaborado para o livro revela crianças conscientes das medidas necessárias para garantir segurança na relação com o transporte ferroviário”, relata Bruna Ramos, especialista que atuou na idealização do projeto na Rumo. A segurança ferroviária foi tema das palestras que inspiraram os autores.

A produção do livro fez parte das atividades do Dia do Ferroviário, comemorado em 30 de abril. Maquinistas chegaram a reunir 200 crianças para contar como é comandar uma locomotiva linha afora. A importância do transporte ferroviário para a economia do País e os cuidados necessários sempre que se atravessa uma ferrovia foram abordados nesses encontros.

 

“Poesia nos vagões

Eu sou um maquinista

Eu tenho vida boa

Eu sou um maquinista

Eu vou ser sempre essa pessoa

Eu adoro essa profissão

E quando estiver velhinho

Eu vou contar histórias de montão”

 

Alanys Ester Leite Tavares, aluna do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic) (Ponta Grossa, PR)

***

A ferrovia e o ferroviário

Os trens são muito importantes, nos levam de cá para lá.

Temos que agradecer porque sem eles não chegaríamos a nenhum lugar.

Cuidado com as pipas, não vamos piscar.

Qualquer coisinha, até uma vida pode tirar.”

João Vitor dos Santos Prates, aluno do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic) (Ponta Grossa, PR)

***

“O trem do bem

Cuidado com a linha do trem, não brinque nela,

ela é perigosa como a serpente nervosa.

Se o trem estiver parado, não suba em cima dele,

se não quiser que aconteça acidentes.

A Rumo quer o bem das pessoas.”

 

Letícia Fernandes Stankoski Vera, aluna da Escola Municipal Cel. Durival Britto e Silva (Curitiba, PR)

Direcionados a bibliotecas escolares, aos próprios autores e a seus familiares, os livros trazem ilustrações como trilhos pintados em vermelho, representando perigo, e trens em movimento. Os escritores e ilustradores mirins passam agora a autografar suas obras para colegas, professores e diretores das escolas onde estudam.

As ferrovias administradas pela Rumo transportam alimentos embalados, produtos agrícolas e mercadorias industriais em seis estados (SP, MT, MS, RS, SC e RS). A empresa vem fazendo uma série de investimentos para ampliar o transporte ferroviário nessas regiões. Os projetos sociais da Rumo envolvem ainda as áreas de esportes, saúde e meio ambiente.

Augusto Otávio Justus, filho do ferroviário Alexsandro Augusto Justus.

Escolas participantes

Escolas Estadual Joaquim Mendes Feliz – a Embu-Guaçu (SP)

Escola Municipal Prof. Manoel Martins Villaça – Mairinque (SP)

Escola Municipal Coronel Durival Britto e Silva – Curitiba (PR)

Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente – Ponta Grossa (PR)

Escola Básica Felipe Schmidt – São Francisco do Sul (SC)

Sobre a Rumo
A concessionária tem 12 mil quilômetros de malha ferroviária, 966 locomotivas, 28 mil vagões e quase 12 mil funcionários diretos e indiretos. Sua capacidade de elevação no Porto de Santos e no Porto de Paranaguá é de 29 milhões de toneladas ao ano.

image001
Augusto Otávio Justus, filho do ferroviário Alexsandro Augusto Justus.

unnamed (2)

Jose Rocher – Loures Consultoria

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.