Encenado com música ao vivo, espetáculo Tchekhov impressiona pela qualidade sonora

A Trupe Ave Lola está novamente em cartaz, em Curitiba, com espetáculo Tchekhov, ambientado no universo do escritor e dramaturgo Anton Tchekhov, na Rússia do século XIX. Vencedora de nada mais nada menos que cinco prêmios Gralha Azul, a peça não surpreende apenas pelas qualidades de texto, direção, figurino, iluminação e interpretação, mas também pela trilha musical.

Executado pelos músicos Fabrício Amaral, Gabriel Schwartz e Mateus Ferrari, o repertório é resultado de um trabalho minucioso de Jean-Jacques Lemetrê, músico francês e integrante do Théâtredu Soleil. Além de compor a trilha especialmente para o espetáculo, Lemetrê ministrou à Trupe Ave Lola a oficina “O Corpo Musical” e, durante um mês, participou ativamente da montagem e ensaios da peça.

No total, o trabalho conta com 20 músicas, que somam cerca de 40 minutos de execução.

 

Sobre os músicos

Fabrício Amaral é bacharel em Música Popular pela Faculdade de Artes do Paraná e pós-graduado pelo curso interdisciplinar em Artes e Ensino das Artes, pela mesma instituição. Toca guitarra e acordeon, atua como diretor musical e sonoplasta e é professor de música e arte educador.

Gabriel Schwartz é formado em Flauta Transversal pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Cursou Flauta Transversal no Conservatório de MPB de Curitiba e já participou de master-classes com Michel Bellavance, Rafaelle Trevisani, Curt Schroeter, Danilo Mezzadri, Toninho Carrasqueira.

Mateus Ferrari é graduado em Tecnologia em Artes Gráficas, pela Universidade Federal do Paraná, e pós-graduado em marketing pela Pontifícia Universidade Federal do Paraná. Trabalha como músico, produtor cultural, designer gráfico e diretor de arte. Na Ave Lola, também participa da trilha do espetáculo Nuon.

 

Sobre o espetáculo

O espetáculo trata da humanidade e das relações interpessoais em diferentes situações propostas pela vida. A obra traz ao palco uma Rússia do final da década de 80 do século XIX, momento no qual a inquietação política e artística estava em evidência. O primeiro ato nasce da indagação de quem seria e de onde viria Aniuta, personagem de um dos contos deTchekhov. Assim a peça retrata a saga imaginária da jovem cigana, que chega à cidade de Moscou depois de longa aventura. Já o segundo ato é criado a partir de cartas trocadas entre Tchekhov e seus companheiros artistas, que neste período lutavam pela criação do Teatro de Artes de Moscou.

 

Serviço:

Temporada: de 4 de agosto a 28 de agosto.

Horários: quartas, quintas e sextas, às 20h; sábados e domingos, às 19h.

Local: Ave Lola Espaço de Criação.

End: Rua Portugal, 339, São Francisco - Curitiba/PR.

Mais informações e reservas: www.avelola.net.br

unnamed (1) unnamed (2)

lide

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu