Espetáculo Terra Dourada contará a história da imigração judaica ao Paraná

Terra Dourada revelará grandes talentos da comunidade judaica local
Terra Dourada revelará grandes talentos da comunidade judaica local (Foto: Rafael Danielewicz)

Uma viagem emocionante, com histórias reais da imigração do povo judeu para Curitiba (PR), através do dança, teatro e canto. “Terra Dourada: A Caminho da Liberdade”, será apresentado nos dias 20 e 21 de agosto de 2016, no Pequeno Auditório do Teatro Positivo, na capital paranaense. Baseado no documentário “Estamos Aqui – Danken Got”, de Cintia Chamecki, revelará grandes talentos da comunidade judaica local, já que 90% do elenco é amador, que será responsável por contar a história dos próprios antepassados, emocionando ainda mais a plateia.

Preparados por uma equipe de profissionais, o espetáculo tem direção de Gabriela Vernet e Rodrigo Alonso, é produzido por Cintia Slud, e tem consultoria histórica de Cintia Chamecki. “Será uma apresentação emocionante, que ressaltará a sensibilidade e humor da alma judaica, além da história de formação da comunidade de Curitiba”, conta Cintia Slud.

Adultos, jovens e crianças se revezarão no palco, com participação especial do Coral Koleinu da Comunidade Israelita do Paraná, além do grupo folclórico de dança Haemek e a volta do antigo e conhecido Grupo Kineret, cujos ex-dançarinos hoje têm entre 40 e 65 anos, e estão ensaiando sob o comando do coreógrafo Duda Bergman especialmente para o espetáculo.

O roteiro fará um resgate histórico da imigração dos judeus para o Paraná, vindos principalmente do Leste Europeu, a partir de 1889, e sendo grande parte após, fugindo da Segunda Guerra Mundial. Uma comunidade que participou ativamente da formação do Estado do Paraná. Entre os judeus do Paraná estão políticos que chegaram a cargos de prefeito e governador, além de diversos empresários reconhecidos internacionalmente, e profissionais de outros setores. Também serão mostrados costumes e tradições do povo judeu, além de uma reflexão sobre o antissemitismo.

A América era conhecida pelos imigrantes como ‘Golde Medine’ ou Terra Dourada – uma terra que oferecia aos recém-chegados a visão de um país livre e multirracial, habitado por um povo caloroso e acolhedor, daí o nome do espetáculo.

A realização é da Comunidade Israelita do Paraná (Kehilá do Paraná), com apresentação do Ministério da Cultura e patrocínio do grupo UEGA e O Boticário na Dança, com apoio da Itaipu Binacional.

Sobre o Documentário “Estamos aqui” (Danken Got) – O documentário de produção e direção de Cintia Chamecki e co-direção de Andrea Lerner foi lançado em 2013. Ele conta, por meio de dezenas de entrevistas, a história da imigração judaica do leste europeu para o Brasil, especialmente para Curitiba. O filme esteve no Miami Jewish Film Festival e Festival de Cine Judio de Punta del Este (onde foi premiado como melhor documentário pelo júri popular). “A ideia começou quando entrevistei meus pais e sogros para que meus filhos soubessem a história de nossa família, mostrando a dificuldade que passaram. O projeto foi crescendo e acabamos fazendo 45 horas de entrevistas, tem muito material que ainda não foi utilizado na edição”, afirma.

O documentário mostra como foi a chegada, o trabalho, a formação da comunidade, a doação da Escola Israelita Brasileira Salomão Guelmann e da Sinagoga Francisco Frischmann por membros da comunidade judaica, e até detalhes engraçados da religiosidade dos imigrantes. Também há entrevistas com sobreviventes do Holocausto que vieram para Curitiba.

Serviço:

“Terra Dourada: A Caminho da Liberdade”
Quando: 20 de agosto de 2016, às 20h
21 de agosto de 2016, às 19h
Ensaio Geral aberto para a imprensa com credenciamento: 20 de agosto, às 16h.
Onde: Pequeno Auditório do Teatro Positivo – R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido, Curitiba – PR
Ingressos: R$ 60,00 inteira e R$ 30,00 meia entrada válida para:

MEIA-ENTRADA

– Para estudantes de 1º, 2º e 3º grau incluindo Graduação, Pós-Graduação, Especialização, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado mediante a carteira de estudante no ato da compra, com apresentação da Carteira de Identidade na entrada (portaria) do Teatro.
A carteira de estudante deverá estar rigorosamente dentro do prazo de validade, e acompanhada da Carteira de Identidade para comprovação de autenticidade do titular.
– Para pessoas acima dos 60 anos, mediante apresentação da Carteira de Identidade, expedida pelo órgão competente, no momento da compra do ingresso e na entrada (portaria) do Teatro.
– Para doadores de sangue com carteira comprobatória.
– Para professores do ensino público e privado mediante a carteira de identificação no ato da compra e apresentada juntamente com a Carteira de Identidade na entrada (portaria) do Teatro.
– Para Funcionários da Usina Elétrica a Gás de Araucária – UEGA, com documento de comprovante de trabalho.
– Para Funcionários do Boticário, com documento de comprovante de trabalho.
– Para Funcionários da Itaipu Binacional, com documento de comprovante de trabalho.
– Para Sócios da Comunidade Israelita do Paraná, com carteirinha e/ou documento de identificação.
– Para Conveniados do Positivo, com carteirinha e/ou documento de identificação.
– Para Conveniados do Disk Ingressos, com carteirinha e/ou documento de identificação.

Informações Kehilá do Paraná:
Vendas pelo Disk Ingressos: (41) 3315-0808
Página do Face: https://www.facebook.com/Terra-Dourada-a-Caminho-da-Liberdade-1174479165951281/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.