Instituto História Viva forma novos contadores de histórias

A ONG curitibana que já formou mais de dois mil contadores de histórias em todo o Brasil está com inscrições abertas para um novo treinamento em Curitiba. O Instituto História Viva tem por objetivo capacitar pessoas para compartilharem narrativas lúdicas em ambientes de fragilidade física e emocional. A oficina “A Magia da Arte de Ouvir e Contar Histórias” é requisito para pessoas que desejam atuar como voluntários da entidade; mas também é uma ferramenta para os que querem aperfeiçoar a oratória e ampliar as suas estratégias de storytelling, atendendo a educadores, pais, artistas e executivos. O evento acontece nos dias 6 e 20 de agosto e 3 de setembro, sempre das 9h às 12h.

A capacitação, coordenada pela diretora-fundadora da organização, Roseli Bassi, está focada na comunicação criativa por meio da contação de histórias. Entre os temas abordados, estarão: dicas para cativar o ouvinte; escolha do conto; linguagem ideal; mensagem contida em cada história; preparação para o conto (voz, ritmo, intenção); os recursos visuais (tecidos, fitas, leques, fios etc), os objetivos profissionais e educacionais do ato de contar histórias, harmonização entre corpo – espaço físico – voz, hibridismo da narrativa oral com outras linguagens, possibilidades da arte de contar histórias em entrevistas, palestras, escolas e espaços públicos.

Para participar do curso, é solicitada uma contribuição de R$ 150. O evento acontece na Rua Ébano Pereira, 359. Inscrições podem ser feitas pelo e-mailcursos@historiaviva.org.br

 

SERVIÇO:

Oficina: A Madia da Arte de Ouvir e Contar Histórias

Datas: Dias 6 e 20 de agosto e 3 de setembro, das 9h às 12h

Local: Rua Ébano Pereira, nº 359.

Inscrições: cursos@historiaviva.org.br

Contribuição: R$ 150,00

Dados bancários para deposito: Banco Itaú S/A – Agência 3701// Conta 12.486 – CNPJ 07.798.106/0001-21

 

Sobre o Instituto História Viva – Fundado em 2005 pela gestora Roseli Bassi, o Instituto História Viva tem como objetivo maior transformar ambientes de dor e sofrimento por meio da literatura oralizada. Através deste trabalho, a ONG curitibana tem incentivado a leitura, a educação e a cultura brasileira. Em 10 anos de existência, a entidade já formou mais de 2 mil voluntários na arte de ouvir e contar histórias. Semanalmente, asilos, hospitais, casas lares, abrigos e orfanatos recebem a visita dos voluntários do História Viva que, por ano, atendem 14 mil pessoas. São pessoas de perfis variados que ouvem, escrevem, contam e recontam histórias clássicas, casos de vida e contos da literatura brasileira no intuito de levar alegria a pessoas em situações de fragilidade física e emocional.  A seriedade deste trabalho tem rendido premiações diversas à entidade nos segmentos de cultura, educação e ação social. Saiba mais: www.historiaviva.org.br / www.facebook.com/institutohistoriaviva

image004

camila.canassa@smartcom.net.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.