Samba da Nega com a cantora Janine Mathias entra em cartaz na Treze de Maio

“Negra e com timbre que remete às vozes da soul music, Janine faz o rap flertar com o samba que aprendeu dentro de casa”. (Jornal do Brasil)

“(…) uma voz feminina que convoca toda sua negritude em tons que harmonizam com sua poesia”. (Hip Hop Angolano)

“Janine mistura perfeitamente samba, rap e batidas pop, criando ritmos singulares para combinar com sua voz marcante”. (Modefica)

Sucesso de público desde a estreia há dois anos, o projeto Samba da Nega idealizado pela cantora e compositora, Janine Mathias já foi visto por mais de cinco mil pessoas, em Curitiba. Desde julho, em cartaz na Sociedade Operária Beneficente Treze de Maio a convite do presidente da casa, Alvaro da Silva, há 22 anos na coordenação do clube, o Samba da Nega traz o samba de volta para a casa que completou 120 anos neste ano.

Janine Mathias canta sua ancestralidade e história familiar ao realizar o encontro entre músicos e parceiros de sua carreira. A cantora exalta o samba ao que ela denomina a verdadeira voz musical da cultura brasileira. Dá herança percussiva das batucadas, dos sambas memoráveis ao novo repertório bamba da música brasileira, Janine Mathias apresenta o Samba Da Nega com todas as referências e autenticidade que o próprio samba evoca. “Meu tio foi ‘cidadão samba’, em Brasília, por mais de 10 anos. Era engraçado que ele tinha um problema de calos nos pés, mas quando sambava horas a fio, não se queixava de dor”, revela a cantora que também é neta e filha de sambistas.

Finalista no concurso do “Samba do Compositor Paranaense”, com o samba “Água que retira dor”, e com a realização do show “E o Meu Samba Vai Ficar Assim” e ainda com o lançamento do single “Muita Areia”, com letra de Alex Souza e Panelão, lançado no carnaval de 2015, a relação com o samba é genuína. “A mulher mudou. Porém, é a mesma que samba e cultua sua beleza e liberdade. Encaro como um crescimento poder cantar esses compositores que vivem o samba com tanta poesia. É muito importante eu perceber essa identificação”, conta a cantora que além de apresentar suas composições com o projeto, também enaltece os sambas consagrados na música brasileira.

Além do Samba da Nega, a cantora Janine Mathias também integra a Orquestra Friorenta com músicos de diversas regiões do Brasil. Atualmente, a cantora está em fase de produção do seu novo disco previsto para ser lançado ainda neste semestre.

Do samba ao afoxé, do partido-alto até o samba de gafieira, o Samba da Nega está em cartaz no primeiro sábado de cada mês na Sociedade Operária Beneficente Treze de Maio, além de ser apresentado em outros espaços culturais da cidade. Nesta edição, os músicos Nábio Rodrigues, Macli Moreira, Sergio Pires e Andrezinho acompanham a cantora durante a batucada. E durante os intervalos, o DJ Marko Massai anima a pista com uma setlist autenticamente brasileira. Para conferir a programação, basta acessar a página oficial do projeto no facebook.com/sousambadanega.

SERVIÇO | SAMBA DA NEGA

Com Janine Mathias, Nábio Rodrigues, Macli Moreira, Sergio Pires, Andrezinho e DJ Marko Massai

Quando: 06 de agosto (sábado)

Horário: A partir das 22h

Entrada: R$15

Local: Sociedade Operária Beneficente Treze de Maio

Endereço: Rua Desembargador Clotário Portugal, 274

Página do evento: facebook.com/sousambadanega

Ficha Técnica | SAMBA DA NEGA

Idealização e produção geral: Janine Mathias

Produção executiva, designer e assessoria comunicacional: Lucas Cabaña

Produção local: Sarah Juliett e Elizabeth Figueiredo

Fotografia: Niceli Silva

Audiovisual: Mario Santana

Maquiagem: Silvio Weiss

<cabanaassessoria@gmail.com>

99394fe6-bd90-4582-bcea-70112e61fa01

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.