O projeto Oficinas do Texto, um dos maiores sucessos do Educacional e um dos exemplos mais bem sucedidos da aplicação da tecnologia na educação, já está no ar e, neste ano, com uma novidade: vídeos convites (https://youtu.be/Hbe6nYJcVAY, https://youtu.be/tk-Iq6loEdo https://youtu.be/JjBZ8e3sajI) gravados pelos autores parceiros do projeto e traduzidos por um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

“Incluir a mensagem em LIBRAS nos vídeos convidando os alunos para participarem da Oficina foi a forma que encontramos de mobilizar também aqueles com deficiência auditiva para esse projeto que é um grande sucesso. Queremos que eles também participem dessa iniciativa e escrevam uma obra em coautoria com personalidades da literatura brasileira”, diz Patrícia Sprada Barbosa, ‎Coordenadora Pedagógica do Educacional, conjunto de tecnologias educacionais para a sala de aula desenvolvido pela Positivo Informática Tecnologia Educacional. Patrícia lembra, ainda, que o convite em vídeo e com a intérprete de LIBRAS acaba mostrando também  uma outra forma de comunicação e despertando  em todos os alunos o interesse e o conhecimento sobre a linguagem de sinais.

A Oficina do Texto existe desde 2000 e, este ano, os parceiros são o cartunista e consagrado autor da literatura infantojuvenil Ziraldo, o escritor Ilan Brenman, que entre outros sucessos escreveu “Até as princesas soltam pum”, e o ilustrador Daniel Cabral.

Além de livros, o projeto Oficinas do Texto 2016 também prevê a criação de um jornal. O jornal é apresentado com suas habituais seções - cultura, esportes, economia, humor etc., mas o aluno pode alterar tudo, inclusive os títulos de cada uma delas. “Além de criar o conteúdo, cada matéria do jornal pode ser ilustrada com imagens obtidas em um grande banco, dividido em diferentes categorias, criado para essa Oficina do Texto pela equipe do Educacional, informa Patricia.

O projeto Oficinas do Texto também possibilita que o aluno grave um áudio com a história que criou e que depois pode ser ouvido em tablets e smartphones por meio de um QR Code.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos.

Fechar Menu