Comércio tende à recuperação

As vendas do comércio no Paraná têm apresentado, nos últimos meses, sinais de uma leve recuperação. Apesar dos resultados obtidos até julho de 2016 serem negativos na comparação com o mesmo período de 2015, dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio, realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), demonstram que as vendas estão reagindo gradativamente desde abril deste ano.

O gráfico a seguir representa as vendas acumuladas do comércio paranaense em 2016, mês a mês, comparadas com as vendas acumuladas em 2015. O resultado, que no início do ano era -16,27%, foi melhorando com o passar dos meses e fechou julho em -5,75%.

image003

*O acumulado é a soma das vendas de um período comparada à soma das vendas do mesmo período do ano anterior

Desde a última pesquisa divulgada pela Fecomércio PR, com os dados de junho, pouca coisa mudou. Supermercados e farmácias, que vendem produtos de necessidades básicas, continuam sendo os únicos setores com resultado positivo no acumulado do ano. O acréscimo nas vendas foi de 4,05% (supermercados) e 1,26% (farmácias), entre janeiro e julho deste ano, na comparação com o mesmo período de 2015. Lojas de departamentos lideram o ranking do pior acumulado do ano, com -24,14%.

Entre as regiões pesquisadas, a Oeste, do agronegócio, também continua sendo a única com saldo positivo nas vendas acumuladas até julho, com 1,19% de crescimento na comparação com o acumulado no mesmo período do ano passado.

image004

Na comparação entre julho de 2016 e julho de 2015, os setores de supermercados, móveis, concessionárias de veículos, farmácias, materiais de construções e vestuário apresentaram algum incremento nas vendas. Entretanto, o saldo entre julho deste ano e julho do ano passado foi negativo para os setores de combustíveis, lojas de departamentos, livrarias, óticas, calçados e autopeças.

image005

Passada a euforia das compras de inverno, os setores de calçados e vestuário sentiram a queda nas vendas, com diminuição respectiva de 20,98% e 17,42% no faturamento entre junho e julho deste ano.

 image006

Os dados completos da pesquisa estão no site www.fecomerciopr.com.br/servicos/pesquisas.

<carolina@pr.senac.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.