O que pode e o que não pode segundo a consultora de imagem Márcia Caldas

Hoje, o mundo corporativo exige muito mais do que competência. Desenvolver uma imagem positiva, vestir-se bem e saber se portar em diversas ocasiões, no trabalho ou no dia a dia, faz com que se adquira credibilidade e transmita uma imagem positiva. O modelo, por exemplo, é um profissional que precisa, necessariamente, de uma boa imagem para chegar ao sucesso.

 

Para entender como a imagem pessoal tem um papel fundamental na carreira do modelo, a consultora de imagem Márcia Caldas, da Forum School, apontou dicas para o dia a dia do modelo, do que é permite e o que não é. Formada pelo Fashion Image do Instituto Marangoni de Paris, na França, é especialista em História da Moda pela Faculdade de Belas Artes do Paraná.

shutterstock_3248515

 

O que não pode:

– Durante um casting, por exemplo, o modelo não pode se apresentar com roupas justas, decotadas, fendas excessivas ou saias curtas. Essas roupas transmitem uma imagem de frivolidade e superficialidade. A consultora explica que roupas decotadas e justas passam uma imagem negativa com relação à sexualidade e sensualidade excessiva. A maioria das marcas não quer esse padrão.

 

– Outro cuidado importante, tanto mulheres quanto para os homens, é em relação à maquiagem. A make em excesso pode esconder a beleza natural do modelo. A maquiagem carregada, com cores fortes, esconde o rosto. A consultora também orienta sobre unhas pintadas com cores chamativas ou muito compridas.

 

– A terceira dica do que não pode é comportamental. Durante a apresentação de um casting ou encontro com clientes, o modelo não pode falar muito alto, nem usar o celular. É importante ter o cuidado com a modulação da voz e a postura corporal. É essencial saber sentar, levantar corretamente, cumprimentar e olhar para os entrevistadores, por exemplo. Um ponto que a consultora tem percebido é em relação à comunicação dos modelos. Nada de gírias e vícios linguísticos.

 

O que pode

O modelo pode abusar do jeans. Sim! A peça é versátil e ainda transmite uma imagem de estilo. Para combinar, uma camiseta básica e lisa, sem muitos detalhes. A combinação (jeans + camiseta) é neutra e com esse look a equipe do casting consegue perceber o corpo do modelo. Para mulheres, a dica é usar vestido ou saia, porém com até quatro dedos acima do joelho. Esse é comprimento ideal. Para os pés, o sapato de salto médio é uma ótima escolha para as mulheres. Já os homens, o bom e velho tênis; peça que não sai de moda.

 

– A maquiagem é permitida durante um casting ou qualquer outra ocasião de trabalho. Porém, o cuidado está no excesso. A dica da consultora de imagem é sempre escolher uma maquiagem suave, com tons leves. Os homens também pode usar uma base, mas sem exageros. Ninguém quer receber um modelo com o rosto oleoso ou com a maquiagem rachada.

 

– Por fim, porém não menos importante, o modelo pode ser sincero e aberto. Risos são permitidos, sim. Tudo, claro, de maneira equilibrada. É importante, neste caso, conhecer-se bem, informando-se da própria personalidade e os seus pontos positivos. Fazendo essa autoanálise é possível encontrar um ponto de equilíbrio.

SERVIÇO

Curso de Etiqueta Social com a Consultora de Imagem Márcia Caldas;

Datas: de 07 a 11 de novembro das 19h às 22h e dia 12 de novembro (sábado) das 14h às 17h.

Local: Forum School – Rua Desembargador Westphalen, 2213 – Rebouças, Curitiba/PR;

Investimento: R$ 270,00.

Informações e matrículas: 41. 3076-0012 ou contato@aforum.com.br 

Vagas Limitadas. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.