Araucária + é finalista em prêmio de Sustentabilidade

Na próxima quarta-feira (19/10), o Araucária+, projeto idealizado pela Fundação CERTI (Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras) e Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, concorre ao prêmio Von Martius de Sustentabilidade – categoria Natureza, no auditório da FIESP, em São Paulo. A premiação acontecerá durante o Ecogerma 2016 – o maior evento sobre sustentabilidade organizado pelas Câmaras de Comércio Alemãs em toda a América Latina. Na ocasião, estarão presentes empresários, representantes de órgãos públicos, especialistas, institutos de pesquisa, ONGs, entre outros.

Criado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil – Alemanha, o prêmio Von Martius de Sustentabilidade já premiou, desde 2000, mais de 1,9 mil projetos em todo o Brasil. O objetivo é reconhecer ações que promovem o desenvolvimento socioeconômico e cultural, alinhadas ao conceito de sustentabilidade. Serão premiadas iniciativas em cada categoria: Humanidade, Natureza e Tecnologia.

Conheça o Araucária+

O objetivo do Araucária+ é conservar a Floresta com Araucária, agregando valor aos produtos extraídos da mesma – como o pinhão, semente da araucária, e a erva-mate, planta nativa desse ecossistema. A ação reúne produtores, indústria, varejo e sociedade localizados no Planalto Serrano catarinense, criando uma rede sustentável de produção, venda e consumo. Por meio do Araucária+, produtores locais são conectados a um mercado diferenciado, formado por empresas que adotam estratégias de inovação e sustentabilidade em seus produtos. Para acessar esse mercado, os produtores passam a adotar sistemas produtivos de acordo com um padrão sustentável e, para isso, recebem orientação técnica, capacitação e preços competitivos, que levam em conta o valor agregado por esse padrão produtivo. Hoje são mais de 20 empresas envolvidas, 83 produtores articulados e mais de 4 milhões de metros quadrados de floresta conservada.

unnamed-5
Foto Haroldo Palo Jr/Fundação Grupo Boticário

Sobre a Fundação CERTI: A Fundação CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) é uma organização de pesquisa, desenvolvimento e serviços tecnológicos especializados, sediada em Florianópolis, Santa Catarina. Fundada em 1984, a instituição presta serviços e desenvolve soluções inovadoras para a iniciativa privada, governo e terceiro setor, aliando suas competências em áreas estruturadas por meio de Centros de Referência, que trabalham em sinergia e cooperação com entidades parceiras do país e do exterior. Atualmente, são oito centros de referência, entre eles o Centro de Economia Verde (CEV). O CEV tem como missão desenvolver soluções inovadoras para a Economia Verde, com ênfase na racionalidade do uso de recursos naturais e na valorização da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos, tendo o propósito de gerar valor, gerir ativos e medir impactos. Atua principalmente em soluções de transição para Economia Verde, para empresas e o setor público; valorização e gestão da biodiversidade, além de balanço, gestão e comunicação de impactos em ecossistemas.

Sobre a Fundação Grupo Boticário: a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.457 projetos de 488 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país.  Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis. Na internet: www.fundacaogrupoboticario.org.brwww.twitter.com/fund_boticario e www.facebook.com/fundacaogrupoboticario.

pg1com@maxpressmail.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.