Evento enfatiza aspectos importantes no diagnóstico e tratamento das a mulheres diagnosticadas com câncer de mama

A determinação, alegria e autoestima fazem a diferença no tratamento contra o câncer de mama. Esta é a mensagem que o Centro de Oncologia do Paraná – COP/Oncoville quer transmitir na tarde de eventos que promove no dia 7 de outubro pelo Outubro Rosa, mês dedicado à conscientização sobre a doença.

A programação começa às 13h30 com uma palestra da oncologista clínica, Dra. Débora de Melo Gagliato. “Vamos tratar dos principais conceitos envolvidos no tratamento dessa doença, desmistificando alguns conceitos e mitos no manejo da paciente. Além disso, discutiremos bastante sobre a importância do diagnóstico precoce, bem como as medidas que podemos adotar em nosso estilo de vida para reduzir o risco de desenvolver câncer de mama”.

Na sequência, falará Vanusa Vicelli Ribeiro, paciente que está em tratamento do câncer de mama.  Ela irá descrever suas experiências em diversas etapas do tratamento. A palestra pretende engajar as mulheres com câncer de mama para difundir informações sobre a doença. “Se cada paciente for um agente de conscientização sobre o câncer, nós podemos imaginar um futuro em que a doença será diagnosticada em estágio inicial, com chances de cura potencialmente  maiores”.

A palestrante também espera desmistificar a imagem das mulheres com câncer de mama, incentivando a prática de atividades que  acabam colaborando com o tratamento. “A intenção é motivar as mulheres para que elas entendam que há vida após o diagnóstico. É necessário ter determinação para realizar atividades que são coadjuvantes ao tratamento convencional, contribuindo na luta contra a doença”, garante Vanusa.

Outra iniciativa pretende exaltar a força e a beleza das mulheres com câncer por meio da fotografia. Depois de combater a doença, a fotógrafa Juliana Mundim decidiu registrar outras mulheres que estão passando pela mesma situação, e expõe no evento 10 fotos produzidas para o projeto Afagos. “Durante o tratamento eu tive que conviver com uma imagem muito diferente de mim. Ao olhar no espelho via uma mulher careca, sem cílios, sem sobrancelhas, com cicatrizes que levarei para o resto da vida. Quem era aquela mulher? Enquanto lutava para resgatar minha autoestima, eu pensava em como poderia ajudar outras mulheres que, como eu, sentiam os efeitos da quimioterapia. Encontrei a resposta na fotografia, e assim surgiu o projeto Afagos”, conta a fotógrafa.

Durante o evento, Juliana estará fotografando as participantes e maquiadoras estarão atendendo as mulheres durante toda a tarde. Para finalizar a ação, a banda Nega Fulô faz um show para todos dançarem com tema anos 80. As instituições BMR Medical, HG Raupp, LIBBS, Profarma, Novartis são os principais apoiadores deste dia.

unnamed-1

redacao7@lidemultimidia.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.