Imunoterapia: Anvisa autoriza uso de medicamento para tratamento de melanoma

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta segunda-feira (3/10) o uso do Keytruda (pembrolizumabe), um tipo de imunoterapia anti PD-1, para tratamento do melanoma avançado. A terapia é uma alternativa para casos avançados deste tipo de câncer de pele, tido como o  mais agressivo e letal. Os resultados de estudos sobre o tratamento indicam aumento na expectativa de vida em dois a três anos e redução da incidência de efeitos colaterais em pacientes.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), os tumores de pele são os mais frequentes no Brasil, sendo responsável por 180 mil novos diagnósticos em 2016. Considerando-se apenas o melanoma, o número de diagnoticados deve ultrapassar a marca dos 5 mil. Caso tenha interesse em abordar a imunoterapia e seus resultados no tratamento da condição, o Dr. Ariel Kann, oncologista do Centro Paulista de Oncologia – CPO, está à disposição para entrevistas.

Sobre o CPO

Fundado há mais de três décadas pelos oncologistas clínicos Sergio Simon e Rene Gansl, o Centro Paulista de Oncologia – CPO oferece cuidado integral e individualizado ao paciente oncológico. Com um corpo clínico com mais de 50 oncologistas e hematologistas e uma capacitada equipe multiprofissional com psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos, enfermeiros e fisioterapeutas, conta com consultas médicas oncológicas e hematológicas, aplicação ambulatorial de quimioterápicos, imunobiológicos e medicamentos de suporte, acompanhamento multidisciplinar ambulatorial, além de um serviço de apoio telefônico aos pacientes 24 horas por dia e acompanhamento médico durante internações hospitalares.

O CPO possui a acreditação em nível III pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e a Acreditação Canadense Diamante (Accreditation Canada), do Canadian Council on Health Services Accreditation, o que confere ao serviço os certificados de “excelência em gestão e assistência” e qualifica a instituição no exercício das melhores práticas da medicina de acordo com os padrões internacionais de avaliação. A insituição conta com uma parceria internacional como Dana Farber Institute / Harvard Cancer Center, que garante a possibilidade de intercâmbio de informações entre os especialistas brasileiros e americanos, bem como  discussão de casos clínicos e, ainda, proporciona a educação continuada do corpo clínico do CPO, com aulas, intercâmbios e eventos com novidades em estudos e avanços no tratamento da doença.

Atualmente o CPO possui três unidades de atendimento em São Paulo, nos bairros Itaim Bibi, Higienópolis e Tatuapé.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.