Mito ou verdade: Anticoncepcional causa câncer?

Um dos mitos que permeiam os temas de câncer é a relação entre o uso de anticoncepcionais e a ocorrência da doença. Segundo um estudo europeu de observação (pesquisa de geração de hipóteses), publicado pela revista “Annals of Oncology”, o uso de anticoncepcionais pode reduzir casos de câncer de ovário. Ainda conforme a análise, as ocorrências seguirão caindo pelo menos até 2020. “Uma das explicações pode ser que o anticoncepcional deixa o ovário em repouso, diminuindo a produção de hormônios”, destaca o Dr. Alexandre Chiari, oncologista da Oncomed-BH.

Já o estudo publicado pela revista médica britânica “The Lancet Oncology Journal” defende que o uso de anticoncepcionais orais protege, em longo prazo, o desenvolvimento de câncer de endométrio – tipo de tumor uterino mais comum no mundo. “O uso da pílula anticoncepcional está ligado, por exemplo, à redução de mais de 50% do risco de câncer de endométrio, tecido que reveste a cavidade intrauterina”, afirma o Dr. Alexandre Chiari.

Conforme a pesquisa, graças às pílulas contraceptivas, foi possível estimar que nos últimos 50 anos cerca de 400 mil casos de câncer de endométrio foram evitados, nos países de renda mais alta. Os especialistas mostraram que a proteção da pílula se mantém no tempo e “persiste durante décadas”.

O resultado é fruto da reunião de dados de mais de 27 mil mulheres que sofriam com este tipo de câncer. Foram 36 estudos elaborados em diferentes áreas do mundo, entre as quais se incluem América do Norte, Europa, Ásia, Austrália e África do Sul. Trata-se da maior amostra epidemiológica reunida até o momento.  Os pesquisadores concluíram que, a cada cinco anos de uso da pílula, o risco de padecer de câncer endometrial é reduzido em 1/4.

Dr. Alexandre Chiari alerta, contudo, que cada um pode tomar medidas de prevenção contra o câncer. “A ocorrência está relacionada à combinação de fatores ambientais e genéticos. Manter uma alimentação saudável, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o fumo, cultivar o hábito de consultas periódicas com o médico e usar protetor solar são algumas medidas preventivas”, explica o oncologista. Também é preciso lembrar que o uso de pílula anticoncepcional nunca deve ser feito por conta própria, apenas com indicação médica.

Sobre a Oncomed

A Oncomed-BH, clínica especializada na prevenção e no tratamento das doenças neoplásicas, foi fundada em 1994, em Belo Horizonte. Desde então, realiza um trabalho que envolve cuidados diferenciados e tratamento humanizado a todos os pacientes. São especialistas em oncologia, hematologia, nutrição, clínica da dor, psicologia e cardiologia, além de uma equipe de suporte que realiza um acompanhamento efetivo na prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças.

<melina.capila@linkcomunicacao.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.