10 mitos sobre o glúten

A dieta livre de glúten ganhou as manchetes das revistas e virou tendência quando muitos famosos começaram a revelar que eram adeptos a este método para emagrecer. Como consequência surgiram falsas crenças de como perder peso ao deixar de comer esta proteína; entretanto, alguns estudos estão derrubando este mito.

Segundo a Federação de Associações de Celíacos da Espanha, o glúten é uma proteína que se encontra na semente de muitos cereais como o trigo, a cevada, o centeio e possivelmente na aveia; além de dar elasticidade e consistência na hora de fazer pães e massas, pelo qual é muito apreciado na cozinha.

É importante comentar que se não existe razão médica que contraindique o consumo do glúten, ele deve ser consumido e formar parte de uma alimentação equilibrada. A continuação mostramos alguns mitos relacionados com o consumo desta proteína:

  1. Um estudo recente publicado na revista Gastroenterology, realizado por científicos da Universidade de Monash, em Melbourne, Austrália, revelou que não existem os chamados efeitos do glúten em pacientes com sensibilidade a este componente. Este estudo demonstra que o glúten não causa os problemas intestinais que as pessoas associam a este tipo de sensibilidade.
  1. O glúten não está associado diretamente ao peso. É falsa a crença que ao retirar a proteína da dieta se perderá quilos automaticamente.
  1. Eliminar o pão não é eliminar o glúten: ainda que seja uma crença associá-los, o glúten também está presente em outros alimentos como o molho de soja, picles, o queijo gorgonzola, alguns molhos e até no chocolate em pó.
  1. Muitas pessoas não sabem, mas o glúten é o responsável por deixar o pão mais macio e fofinho.
  1. Eliminar o glúten da sua dieta sem consultar um especialista é uma péssima ideia.
  1. Deixar de consumir glúten te priva de muitos elementos essenciais em uma dieta, como vitaminas e fibras que necessitam ser compensadas para uma nutrição equilibrada.
  1. O glúten não faz mal, recebemos muitos benefícios ao consumi-lo, como acontece com qualquer outro alimento, sempre e quando se consuma de maneira equilibrada e acompanhado de uma dieta variada.
  1. Contém um baixo nível de amido, inclusive menor que de outras proteínas.
  1. É de fácil digestão; ajuda aquelas pessoas que sofrem de prisão de ventre.
  1. Nem todos os grãos contém glúten, as dietas livres de glúten podem incorporar outros grãos como milho, quinoa, arroz, trigo sarraceno e amaranto.

Atualmente existem muitos mitos e dúvidas sobre o glúten, sobretudo sobre seu uso. Muitos questionam se é benéfico para a saúde ou provoca intolerância, entretanto é importante se informar para não seguir as dietas da moda que colocam em risco à saúde.

Aposte em uma dieta saudável, equilibrada e completa.

<jperez@a-c.mx>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.