Cinemateca de Curitiba exibe documentário “Territoriar: Ambientes Educativos Inspiram Novas Aprendizagens”

Nos dias 22 e 24 de novembro, a Cinemateca de Curitiba fará sessões gratuitas do documentário “Territoriar: ambientes educativos inspiram novas aprendizagens”, às 10h30 e 16h, seguida de debate com a equipe do projeto. Lançado pela Rede Marista de Solidariedade, por meio do Centro Marista de Defesa da Infância, e com produção da Catalunya Filmes, o documentário tem 35 minutos e traz à pauta reflexões sobre a qualidade e permanência escolar na educação pública brasileira.

Com base em entrevistas e relatos registrados durante a execução do Projeto Territoriar, o documentário discute o modelo de escola atual, com destaque para o modelo arquitetônico, as relações com o território e a participação da comunidade na organização escolar. A narrativa apresenta, ainda, o projeto Territoriar como uma prática que visa contribuir na qualificação da educação pública do país, propondo a participação da comunidade na ressignificação de espaços educativos do Primeiro Ciclo do Ensino Fundamental, considerando a convivência, a humanização, a ludicidade, a investigação e o sentimento de pertencimento territorial.

“Entendemos este documentário como ferramenta de disseminação e democratização dos estudos e reflexões que realizamos no assessoramento a outras instituições. É também um momento de formação e reflexão sobre as práticas educacionais que entendem a relevância de se considerar e valorizar os ambientes educativos, os territórios, a comunidade, a participação infantil e a arquitetura como imprescindíveis na aprendizagem”, afirma Bárbara Pimpão, coordenadora do projeto.

Assista ao trailer: https://www.youtube.com/watch?v=HnQjRcOKRyQ

Serviço:
Exibição do documentário “Territoriar: ambientes educativos inspiram novas aprendizagens”
Data: 22 e 24 de novembro de 2016
Horário: 10h30 e 16h
Local: Cinemateca de Curitiba
Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – 63
Ingresso: gratuito
Site do projeto: http://territoriar.org.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.