Tributo a pintores paranaenses celebra os dois anos do Instituto Internacional Juarez Machado

Juarez Machado Crédito: Alana e Max Schwoelk
Juarez Machado/Crédito: Alana e Max Schwoelk

Uma seleção de obras de pintores paranaenses fará parte de uma exposição que comemora os dois anos do Instituto Internacional Juarez Machado, neste sábado (26), em Joinville. Nomes como Cleto de Assis, Domício Pedroso, Fernando Calderari, Fernando Velloso, Helena Wong, Jair Mendes, João Osório Brezezinski, Luiz Carlos de Andrade Lima, Mário Rubinski e o próprio Juarez Machado, se unirão aos dos mestres da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, durante a década de 60, Guido Viaro, Leonor Botteri, Theodoro de Bona e Waldemar Curt Freyeslebe.

A exposição “Juarez e os amigos de Curitiba”, traduz um raro capítulo de arte e amizade entre jovens artistas sonhadores e inquietos. A curadoria da mostra é do professor de história da arte e crítico da ABCA/AICA, Fernando Bini que contextualiza o movimento de renovação do grupo com a efervescência cultural da época. Estarão expostas obras do período inicial, algumas de acervos de museus e de colecionadores particulares, além de produções atuais de cada artista.

“Juarez e os amigos de Curitiba” abre ao público no dia 26 de novembro, a partir das 10 horas, com entrada gratuita. Na mesma data, às 16h30, haverá uma apresentação da Camerata de Violões de Itajaí, com repertório de Mozart, Tom Jobim, Baden Powel, Paulinho Nogueira, Beatles e outros. A mostra permanece até o dia 17 de fevereiro de 2017 e na sequência deve seguir para o Museu de Arte Contemporânea do Paraná, em Curitiba.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.