Urologistas indicam 7 hábitos para prevenir o câncer de próstata

Mês da conscientização

A campanha Novembro Azul acontece em todo o mundo e visa conscientizar a sociedade sobre a necessidade dos cuidados com a saúde dos homens, em especial com a próstata e o câncer de próstata. O câncer da próstata é o mais frequente nos homens, perdendo apenas para o câncer de pele. Apesar de a prevenção ser simples e, se detectada em fase inicial a doença tem altos índices de cura, salvando muitas vidas, no Brasil o câncer de próstata ainda corresponde a 6% do total de óbitos no gênero masculino.

Segundo o urologista André Matos de Oliveira, membro internacional da American Urological Association e integrante do corpo médico do Instituto Mário de Abreu, um em cada seis homens terá o diagnóstico de câncer de próstata ao longo da vida. “Até o final de 2016 teremos mais de 60 mil casos em todo o Brasil. Se rastreado ainda na fase inicial – e isso é possível através do exame de sangue PSA e o toque – as chances de cura chegam a 90% dos casos”, afirma.

E antes de chegar na fase de exames, é possível adotar uma série de bons hábitos para diminuir os fatores que propiciam o câncer de próstata. De acordo com urologista Dilermando Pereira de Almeida Neto, membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia e integrante do corpo médico do Instituto Mário de Abreu, o câncer de próstata é resultado de uma combinação de características genéticas com hábitos nocivos à saúde.

doctor comforting mature stressed patient with headache

Confira 7 hábitos indicados pelos urologistas que ajudam seu corpo a prevenir doenças:

  • Adote bons hábitos alimentares, com uma dieta rica em vegetais, frutas, legumes, grãos, fibras e cereais integrais. É importante consumir alimentos como couve-flor e brócolis.
  • Evite o abuso de comidas industrializadas: a alta ingestão de gordura, principalmente de origem animal, pode ter relação direta ao surgimento de vários tipos de cânceres.
  • Faça pelo menos 30 minutos de atividade física diária. Vários estudos comprovam que exercícios moderados reduzem o risco de câncer.
  • É importante tentar manter o peso adequado à altura, pois o sobrepeso é um fator de risco para várias doenças e pode alterar o metabolismo de hormônios sexuais, acelerando o surgimento do câncer.
  • Encare o cigarro como um vilão: ele prejudica todo o seu corpo, não traz nenhum benefício e ainda gera dependência. Tabagismo é uma doença e deve ser encarada como tal.
  • O álcool está associado não só ao desenvolvimento de vários tipos de câncer, como também a mais de 200 doenças.
  • A doença se manifesta principalmente em homens a partir dos 50 anos e a chance de cura é alta, se detectado cedo. Inclua em seu calendário uma visita anual o urologista e aproveite o resto do ano tranquilo.

Com colaboração dos especialistas em Urologia do Instituto Mário de Abreu, Dr. Dilermando Pereira de Almeida Neto e Dr. André Matos de Oliveira.

Fontes: Ministério da Saúde / Sociedade Brasileira de Urologia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.