2016 nas buscas do Google; Amoeba é o líder entre as pesquisas “Como fazer” entre os brasileiros.

Chegou aquele momento do ano que olhamos para os últimos 12 meses e refletimos sobre as tendências que definiram 2016 nas buscas do Google. De momentos marcantes como as Olimpíadas a horas de tristeza, procurando saber o que é o amor ou então um crush, esse ano que passou nos afetou de diferentes formas. Apesar de todos os altos e baixos, o que as pessoas buscaram nos mostrou como encaramos o mundo à nossa volta.

Separamos alguns dos tópicos que foram mais buscados pelos brasileiros em 2016 e que chamaram nossa atenção, surpreenderam e também confirmaram o que já sabemos: o melhor do Brasil é o brasileiro.
Pokemon GO: em 2016 tivemos que pegar. Os monstrinhos de bolso de Pokemon foram febre no Brasil e no mundo, dando o primeiro lugar entre os termos mais pesquisados no país em 2016 ao game.
#ForçaChape: a queda do avião da Chapecoense chocou o país e atraiu a atenção de todos. Mesmo a poucos dias do acidente, o termo Chapecoense foi o quarto mais buscado durante o ano.
Amoeba: elas possuem várias cores, são divertidas e como fazê-las aparenta ser um grande mistério. A Amoeba é o líder entre as pesquisas “Como fazer” entre os brasileiros.
O feijão: os brasileiros se perguntaram “porque ele ficou tão caro” e os memes surgiram, dando um destaque curioso ao nosso feijão de cada dia.
Esses são só alguns dos destaques de 2016 dos termos mais buscados no Google. Neste ano pesquisamos sobre ícones como David Bowie, Prince e Elke Maravilha, vimos o sucesso das cantoras sertanejas como Marília Mendonça e Maiara & Maraisa e procuramos informações sobre o Enem, Sisu e a tabela do Brasileirão. Veja todos os termos para o Brasil e também para o mundo em google.com.br/2016.

Veja todos os termos para o Brasil e também para o mundo em google.com.br/2016.

Vídeo do Google sobre o Year in Search

Vídeo do Arthur Nory apresentando os esportistas mais buscados do ano

(paulo.rodrigues@ketchum.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.