Últimas

Foz do Iguaçu, no oeste do PR, consolida Escritório de Compras na Acifi

A partir de 6 de dezembro, espaço vai estimular micro e pequenas empresas locais em licitações; local segue parâmetros do Programa Compra Paraná e é terceiro instalado na região

Depois de um período de estudo e análise dos modelos de escritórios de compras públicas instalados na região, Foz do Iguaçu inaugura, no próximo dia 6 de dezembro, às 19 horas, um espaço exclusivo para estimular o acesso de micro e pequenas empresas ao mercado de compras governamentais, em editais e licitações. O Escritório de Compras de Foz do Iguaçu irá funcionar junto à Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi).

O consultor do Sebrae/PR, Adir Mattioni, explica que o espaço vai, primeiramente, coletar e distribuir editais. “O escritório vai auxiliar na divulgação dos processos de compras públicas. Muitos empresários da cidade não participam simplesmente por não terem conhecimento do edital. Esse movimento vai possibilitar que mais empresas participem do certame, aumentando a concorrência e gerando novas oportunidades de mercado para os negócios locais”, destaca.

Outra responsabilidade o Escritório de Compras de Foz do Iguaçu será uma espécie de banco de informações sobre compradores e fornecedores. “O espaço também deve promover capacitação aos fornecedores, ou seja, as empresas que desejam participar das licitações. Ele também vai prestar o serviço de coleta, compilação e análise dos números e valores dos editais emitidos, bem como ter um banco de dados de quem são e onde estão os fornecedores”, detalha Mattioni.

Com a inauguração do espaço em Foz do Iguaçu, o oeste paranaense consolida o terceiro Escritório de Compras Públicas no território. “A região é pioneira no modelo, sendo a primeira do Paraná a instalar o espaço em Toledo, em setembro de 2014, e em Marechal Cândido Rondon, em março de 2016. Assim como esses dois municípios, Foz com certeza servirá de exemplo para que outras cidades contem com o local de fomento ao acesso das pequenas empresas locais a este mercado”, complementa o consultor.

O presidente da Acifi, Leandro Costa, enfatiza que, todos os anos, milhões de reais envolvendo compras públicas não ficam em Foz do Iguaçu por falta de participação ou êxito das empresas locai. “Em Foz do Iguaçu, são mais de 80 entidades públicas que diariamente compram serviços e produtos. Só uma das universidades federais, por exemplo, destina R$ 22 milhões anualmente em custeio. Desse valor, 96% são atendidos por empresas de fora. Mas, para entrar nesse mercado os empresários iguaçuenses precisam se capacitar”, argumenta Leandro.

Números

Em Foz do Iguaçu, segundo levantamento do Sebrae/PR, quase 80% das empresas de micro e pequeno porte d não participam de concorrências do poder público. As que participam, entram mais em editais da esfera do Governo do Estado, representando 40% das participações, do que em licitações municipais e federais, cada uma representando igualmente 35% das participações desses empreendimentos.

As entrevistas foram feitas em 2014 para um levantamento que serviu de base ao Programa Compra Paraná, cujo foco é o mapeamento, capacitação e negociação permanente envolvendo compradores e fornecedores de compras governamentais públicas em todo o Estado. Uma das ações que estimulam que pequenas empresas participem desses editais, são os escritórios de compras.

Entretanto, o estudo também mostrou que, ao vencer editais, as empresas melhoram em rentabilidade de seus produtos, conseguem aumentar a produtividade da equipe, aumentam o faturamento do negócio e, até mesmo, abrem novas vagas de emprego por conta do certame. Outro dado interessante, é que das que nunca participaram, 50% tem interesse em participar e, das participantes, 46% estão dispostas a se preparar para incrementar as vendas por meio das licitações.

Força

Além do Sebrae/PR e Acifi, também são parceiros do Escritório de Compras de Foz do Iguaçu, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura Municipal por meio da Casa do Empreendedor, Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRC-PR), Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná (Sescap-PR), Sindicato dos Contadores e Técnicos Em Contabilidade de Foz do Iguaçu e Banco do Brasil.

Cada instituição tem papel fundamental no bom andamento dos processos, reforça o consultor do Sebrae/PR. “A Acifi, por exemplo, representa um dos lados os negócios, sendo fundamental na articulação, sensibilização, capacitação e estímulo aos empresários. O volume de recursos em editais é muito grande e, com o trabalho em conjunto, é possível fazer com que a economia gire dentro do município, revertendo na geração de emprego e renda”, sinaliza.

O Sebrae/PR incentiva a criação dos Escritórios de Compras por meio do Programa Compra Paraná desde 2013 em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). “Dentre os capítulos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, está o acesso ao mercado, fomentado pelas ações do Programa. Entendemos que a legislação prevê tratamento diferenciado para as micro e pequenas empresas locais e o Escritório de Compras pode ser um incentivador para que se faça compreender e cumprir a legislação”, completa Mattioni.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com