momondo mergulha na história de Lampião e Maria Bonita e traça a rota do cangaço

A divisa dos Estados de Alagoas e Sergipe continua marcada como o cenário de um dos mais significativos capítulos da história recente brasileira. Na região, figuras como Lampião e Maria Bonita foram eternizadas como as mais emblemáticas representações do cangaço, fenômeno cultural de banditismo brasileiro que consistia na união de pessoas em busca de justiça e vingança pela falta de emprego, alimento e cidadania no Nordeste. Mesmo quase 80 anos após o fim do movimento, ainda é possível ser transportado para esse emocionante período. Duvida? Então, veja o roteiro traçado pela momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, que faz qualquer um se sentir um verdadeiro cangaceiro:

 

Piranhas (Alagoas)

image002

(Flickr – Marinelson Almeida – Traveling by Brazil)

A cerca de 315 km da capital Maceió, essa charmosa cidade considerada Patrimônio Histórico Nacional é famosa por representar o capítulo final da vida de Lampião, Maria Bonita e seus parceiros. O cativante centro local se destaca por seu casario bem preservado e uma vida noturna movimentada. É de Piranhas que saem os catamarãs, embarcações símbolo da região, que traçam os primeiros passos da rota do cangaço pelo leito do Rio São Francisco. Normalmente, por ali, guias turísticos se vestem a caráter, com roupas típicas de cangaceiros, para contar os mais curiosos detalhes do movimento.

 

Entremontes (Piranhas)

image003

(Flickr – Maria Hsu)

 

O distrito é bastante conhecido pelo “rendendê”, trabalho artesanal de bordadeiras. Na região, ainda se destacam um pequeno museu que exibe esse tipo de arte e uma antiga casa que serviu de hospedagem para Dom Pedro I. Entretanto, o principal aspecto local que realmente salta aos olhos é a vegetação da Caatinga. Andando por ali, é impossível não se impressionar com a beleza natural tão característica. Fotos são muito bem-vindas!

 

Grota de Angicos (Piranhas)

angicos
(Flickr – Marinelson Almeida – Traveling by Brazil)

 

Principal atração do passeio, é uma verdadeira viagem no tempo. Apesar de ser uma trilha pequena com cerca de 700 metros, o calor escaldante do sertão demanda certo preparo para caminhada e muitas pausas para descanso. Foi neste local que a história de Lampião e Maria Bonita foi encerrada de forma dramática após uma cilada policial.  Destacam-se atualmente cruzes e placas com os nomes dos cangaceiros emboscados.

 

Canindé de São Francisco (Sergipe)

caninde

(Flickr – Patsy M_)

A região é famosa por ter servido de refúgio para cangaceiros. Os detalhes históricos da passagem de Lampião podem ser conhecidos através da Trilha do Cangaço, que tem 557 metros. O trajeto passa pela Banheira de Maria Bonita, formação rochosa onde a figura histórica se banhava, e o local onde o icônico casal dormia, uma cama de pedra sob rochas.

 

Para conhecer mais sobre a história de Lampião e Maria Bonita e planejar uma viagem pela rota do Cangaço, visite o blog da momondo.

 

Sobre a momondo

momondo.com.br é um renomado buscador de passagens aéreas e hotéis que compara preços em milhares de agências de viagens e companhias aéreas. Seu motor de busca é recomendado por diversos sites internacionais, como o The New York Times, a CNN, o Frommer’s Daily e o Daily Telegraph. Com sede em Copenhagen, na Dinamarca, a empresa opera em mais de 30 países e possui apps gratuitos para iPhone/iPad e Android.

<marciel@firstcom.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.