Grupo curitibano é convidado para Festival Internacional de Teatro

Assistida por mais de 4 mil pessoas em 28 apresentações (na Praça Santos Andrade e no Teatro Positivo) entre os meses de novembro e dezembro de 2016, a montagem “A Loucura de Isabella”, do grupo Arte da Comédia, foi a primeira adaptação brasileira do clássico italiano de Flaminio Scala. O espetáculo, que está concorrendo ao troféu Gralha Azul de 2017, também chamou a atenção da curadoria da  IX Festepe Internacional – uma mostra de teatro e performance que acontece este ano no Perú.

O evento internacional ocorre entre os dias 1 a 4 de fevereiro em Chancay, distrito de Lima. De acordo com o produtor geral do evento, Leonides Julio Martin Valvas, que assinou a carta convite encaminhada ao grupo curitibano no início de janeiro, “a companhia foi escolhida entre uma centena de grupos da América Latina que foram avaliados segundo a sua atuação durante o ano de 2016”.

O ano passado foi realmente marcante para a companhia, de acordo com o diretor artístico do Arte da Comédia, o italiano Roberto Innocente: “conseguimos comemorar os dez anos de atuação do grupo da maneira que mais nos representa: democratizando a nossa arte com a população curitibana. Com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba, fizemos uma grande festa junto ao povo por meio das apresentações gratuitas de A Loucura de Isabella na Santos Andrade e no Teatro Positivo. Representar o Brasil internacionalmente com este trabalho vai agora coroar as nossas comemorações”.

Para concretizar a sua participação na IX Festepe Internacional, o grupo depende agora do levantamento de recursos para custear as passagens aéreas do elenco de 11 pessoas. Interessados em apoiar a ida do Arte da Comédia para o Perú, a fim de representar a arte curitibana no país, podem entrar em contato pelo e-mail artedacomedia@gmail.com até o dia 20 de janeiro.

 

A Loucura de Isabella – Na montagem do Grupo Arte da Comédia, o diretor Roberto Innocente adapta as máscaras da commedia dell’arte desenvolvendo tipos característicos da realidade social brasileira. No enredo adaptado, a indígena Isabella abandona seu marido, um coronel autoritário que a sequestrou antes do matrimônio, encantada pelo charme de um jovem burguês chamado Horácio, filho de um rico empreendedor. Para viver a sua paixão, Isabella não terá que lidar apenas com a fúria do Coronel, a moça ainda deve enfrentar a sedução de Flaminia, antiga namorada de Horácio. O espetáculo aborda o valor da palavra na sociedade brasileira. A peça possui o incentivo do Grupo Positivo, do Hemobanco e do Esteio e os apoios: do Barracão EnCena, da Universidade Federal do Paraná (por meio da Cia de Teatro Palavração), da Padaria América e do Restaurante Sabor da Paixão. 

 

O Grupo Arte da Comédia – Fundado em 2006 pelo diretor artístico de origem italiana Roberto Innocente, o grupo pesquisa a comédia clássica e seus tipos universais em busca de personagens e temáticas essencialmente brasileiras. Para tanto, além de estudar profundamente as técnicas teatrais da Commedia Dell’Arte, tem se aprofundado nos aspectos contemporâneos de composição da sociedade brasileira, assim como seus registros históricos e suas manifestações culturais e artísticas. Seguindo esta linguagem, está em seu 10º  espetáculo, já fez 3 participações em óperas líricas italianas, já viajou por diversos locais do Brasil, foi vencedor de quatro troféus Gralha Azul e recebeu diversas premiações em festivais de artes cênicas nacionais. Em 2016, por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, completa a sua primeira década de existência com a montagem inédita do clássico de Flaminio Scala, A Loucura de Isabella. 

camila.canassa@smartcom.net.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.