Últimas

Homens do Sul do país são os que mais sofrem com o câncer de pele

O Ministério da Saúde e o Instituto Nacional do Câncer (INCA) lançaram um estudo alarmante com a estimativada da incidência de câncer no Brasil para o biênio 2016-2017. Um dos dados que o estudo trouxe afirma que a expectativa é de 80.850 casos novos de câncer de pele não melanoma (maligno) nos homens e 94.910 nas mulheres durante o período avaliado. Os homens da Região Sul do Brasil são os mais afetados por este tipo de câncer, com 138,75 novos casos a cada 100 mil pessoas. Em seguida vem as regiões Centro-Oeste (114,71/100 mil), Sudeste (92,86/100 mil), Nordeste (42,48/100 mil) e Norte (28,89/100 mil).

A boa notícia é que o câncer de pele não melanoma, apesar de maligno, apresenta altos percentuais de cura se for detectado precocemente. Para o médico oncologista Dr. Jorge Fukushima, do Hospital Angelina Caron, a doença tem uma baixa taxa de mortalidade. “Este é o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 30% dos casos. Ele atinge principalmente indivíduos com mais de 40 anos, são raros os casos em crianças ou negros. As principais vítimas são as pessoas de pele clara ou com alguma doença cutânea preexistente”, avalia o especialista.

O câncer de pele se apresenta basicamente sob duas formas: o melanoma e o não melanoma. O melanoma tem menor incidência – apenas 3% dos casos, mas também predomina em homens e mulheres do Sul do país. Ele atinge majoritariamente adultos brancos, porém a letalidade é elevada por ser um câncer agressivo.  “A principal causa do câncer de pele é a exposição excessiva à radiação solar. Um dos motivos deste tipo de câncer atingir tanto a população do Sul do país é pela origem caucasiana de uma parte dos habitantes. As peles claras têm maior risco de desenvolver a doença”, avalia o Dr. Jorge.

 

A prevenção ao câncer de pele consiste em proteção diária conta a luz solar e consultas frequentes ao dermatologista. Aos primeiros sinais de manchas ou outros sinais estranhos na pele, a pessoa deve dirigir-se ao médico e buscar orientação.

 

Sobre o Hospital Angelina Caron

O Hospital Angelina Caron está localizado na cidade de Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba (PR). De caráter eminentemente social, o local é um centro médico-hospitalar de referência no Sul do país e um dos maiores parceiros do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná. Recebe, anualmente, mais de 350 mil pacientes de todo o país, dos quais 95% pertencem ao SUS. Atua em todas as vertentes da medicina e é um centro tradicional de fomento ao ensino e à pesquisa.  O setor de transplantes é um dos mais destacados, reconhecido internacionalmente, com cerca de 250 procedimentos por ano nas áreas hepática, renal, reno-pancreática, cardíaca e de tecidos corneanos.Mais informações no site http://www.hospitalangelinacaron.com.br/

Maria Emilia Silveira

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com