Refluxo pode ser controlado com ações simples e que melhoram a qualidade de vida

Azia, dificuldade de engolir, tosse, náuseas, rouquidão, erosão nos dentes e chiado no peito podem ser sinais de que algo não anda bem no aparelho digestivo. Uma das causas mais comuns é o refluxo, doença que afeta mais de 20% dos brasileiros e cujos sintomas podem ser amenizados com alguns cuidados simples. O refluxo é causado por um problema na válvula que existe entre o esôfago e o estômago. O defeito dessa válvula permite que o ácido do estômago volte, queimando o esôfago e a garganta. Antes de recorrer a dicas de amigos e fórmulas caseiras, o conselho é procurar um especialista que fará o diagnóstico para a indicação de remédios ou cirurgia.

“O tratamento inicial é realizado com algumas medidas e remédios que diminuem a produção do ácido e melhoram o esvaziamento do estômago. Em alguns casos, é melhor fazer uma cirurgia para correção da válvula. Essa intervenção se faz através da videolaparoscopia e geralmente o paciente tem alta no dia seguinte”, explica o diretor do Instituto do Fígado de Campinas, Roberto Teixeira. Quando diagnosticados com a doença, muitas pessoas tomam medidas para melhorar ou até mesmo evitar o refluxo noturno. Uma delas é colocar calços de madeira de 20 cm de altura na cabeceira da cama, o que faz com que o corpo permaneça mais inclinado e acaba ajudando no tratamento.

Mas a principal recomendação é sempre tomar corretamente a medicação prescrita pelo médico e sempre evitar a automedicação. Outro ponto fundamental é controlar a obesidade, mal que afeta várias doenças e tem influência direta também no refluxo. O fumo, outro vilão que causa inúmeros males ao organismo, também deve ser evitado já que o cigarro aumenta muito a produção de ácido e enfraquece a proteção da mucosa. O álcool e o chocolate também pioram o quadro e o estresse deve ser evitado durante as refeições. “As pessoas devem comer devagar, com calma, mastigando bem, evitando líquidos durante a mastigação e nunca se deitar após as refeições. Também é melhor comer pouco e várias vezes por dia, pois isso melhora o esvaziamento do estômago”, diz Teixeira. Ainda, segundo o especialista, quem tem refluxo deve se abster de bebidas com gás, café, frituras e massas, principalmente após as 20 horas. “Beba bastante água e coma saladas para que o intestino não fique preso. Isso piora o quadro de refluxo”, completa. <atendimento@sigmapress.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.