As novas Tecnologias de Informação e Comunicação vêm contribuindo para estreitar a relação entre a população e os poderes públicos no combate à criminalidade

 

Nos últimos tempos, infelizmente, o assunto violência não tem saído dos noticiários. Dia após dia, as estatísticas mostram que são crescentes os casos de assaltos a mão armada, crimes contra a mulher e contra os patrimônios públicos e privados e, em grande parte das cidades, é crescente o número de homicídios.

Neste contexto, não faltam discussões entre os poderes públicos e a sociedade civil organizada para encontrar soluções que se mostrem eficientes para combater a criminalidade. Entre elas, está a importância do uso da tecnologia como uma das ferramentas essenciais para amenizar este problema.

De acordo com o sócio-fundador da Mooh Tech, Everton Cruz, cada vez mais, os três níveis de governos no Brasil e a sociedade civil vêm buscando maneiras de aproveitar a revolução digital a fim de desenvolver abordagens inovadoras e dinâmicas para resolver esta questão. “E as novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) têm sido utilizadas para dar voz aos cidadãos e aprimorar as práticas das instituições”, complementa.

Segundo Cruz, entre as novas TICs estão os dispositivos móveis, como, por exemplo, as câmeras de vídeo e os tão conhecidos smartphones. E, sem deixar de considerar, claro, o devido acesso à internet. “As TICs têm sido fundamentais para estreitar ainda mais a relação entre a população e os órgãos governamentais. Elas também têm contribuído para o empoderamento da sociedade civil em locais onde o poder público está distante dos cidadãos”, diz.

 

INOVAÇÕES

Entre as iniciativas que contam com a participação efetiva dessas tecnologias estão o uso de aplicativos como o Sempre Alerta, criado pela empresa pernambucana Mooh Tech. “Ele foi desenvolvido como um instrumento cujo objetivo é, ao utilizar a tecnologia, melhorar a comunicação, gerando um melhor atendimento à população. Assim, quando alguém faz alguma denúncia por meio dele, estará ajudando a reduzir a violência”, explica Cruz, também idealizador da ferramenta.

Para ele, a participação da população é decisiva na captura e na disseminação das informações. “Inovações como o Sempre Alerta promovem o envolvimento dos usuários na revolução digital e auxilia o poder público em diversas frentes como a filtragem, a análise e a interpretação dos dados. A partir disso, se tornará possível distribuir os recursos destinados à segurança de forma mais assertiva e planejada, além de mensurar os resultados mais eficazmente”, afirma.

“Como podemos perceber, os avanços tecnológicos estão mudando a arquitetura das relações entre os poderes públicos e a sociedade como um todo. Contudo, ainda é preciso que grande parte da população esteja envolvida com as evoluções do mundo digital, incentivando, assim, a cultura da denúncia. Dessa forma, os cidadãos, igualmente afetados pelo aumento da violência em todo o mundo, poderão se sentir um pouco mais conscientes do seu papel na sociedade”, finaliza Everton Cruz.

 

Sobre a Mooh Tech

Com sede no Recife (PE), é uma empresa voltada ao ramo de desenvolvimento de tecnologia e softwares e o seu primeiro produto traz um novo conceito de segurança para as chamadas “Cidades Inteligentes”, lugares onde a prefeitura, em parceria com a população e a polícia, mantém redes integradas de comunicação, de modo a agilizar os processos e garantir uma maior segurança.

www.moohtech.com

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos.

Fechar Menu