Cachoeira de 100 metros de altura é opção de passeio para o carnaval

Reserva natural Salto Morato. Foto: José Paiva/Fundação Grupo Boticário

Sair da cidade, observar aves, nadar com peixes e ficar mais perto da natureza. A Reserva Natural Salto Morato, localizada em Guaraqueçaba, litoral norte do Paraná, a 163 quilômetros de Curitiba, agrada tanto ecoturistas de carteirinha, que adoram nadar em rio e descobrir cachoeiras, quanto os turistas que gostam de natureza, mas fazem questão de infraestrutura, como trilhas sinalizadas, centro de visitantes e banheiro.

A Unidade de Conservação (UC) é mantida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza desde 1994 e, em 1999, foi reconhecida pela Unesco como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade. São 2.253 hectares que integram a maior área contínua de Mata Atlântica no país, com expressiva concentração de espécies de aves que ocorrem apenas nesse bioma, sendo várias delas ameaçadas de extinção. A atração principal é o Salto Morato, cachoeira com uma queda mais de 100 metros de altura.

O visitante, estará inserido em meio a uma rica biodiversidade, que contempla 646 espécies vegetais vasculares, 93 espécies de mamíferos, 325 espécies de aves, 36 espécies de répteis, 61 espécies de anfíbios e 55 espécies de peixes.

Um passeio dentro da mata

Na chegada, o visitante terá acesso a um material interativo com painéis, fixos e giratórios, maquete e vídeo. Logo em seguida, é direcionado à trilha principal e atravessa uma ponte-pênsil no meio da mata, que dá acesso a dois caminhos: a Trilha da Figueira e a Trilha do Salto.

A primeira tem 5,3 km no total, que dura cerca de duas horas, e leva a uma figueira centenária que projeta as raízes como uma ponte natural, em formato de arco, sobre o Rio do Engenho.

Já a Trilha do Salto tem 3 km, podendo ser percorrida em cerca de uma hora de caminhada, e leva à cachoeira. O caminho tem acesso fácil, sinalização, placas interpretativas e banheiros. Há um local para banho autorizado um pouco antes da cachoeira, onde o rio forma um aquário natural a partir da água gelada que desce da serra. Lambaris e limpa-fundos podem ser facilmente vistos com máscara de mergulho.

Quem quiser pode aproveitar os quiosques para alimentação e interação com familiares e amigos. São quatro quiosques, sendo que cada um comporta até dez pessoas. Eles são equipados com churrasqueira, grelha, pia, bancos e mesas.

Como chegar

Tendo Curitiba como ponto de partida, há dois caminhos possíveis: pela histórica Estrada da Graciosa (PR 410) e via BR-277. Um pouco antes de Antonina, entre na PR 340, e siga até o trevo com a PR 405, a estrada de terra que leva a Guaraqueçaba.

Caso queira ir de ônibus você pode pegar um da Viação Graciosa na Rodoviária de Curitiba. Atente para o horário, todos os dias às 6h45. É preciso descer no cruzamento da PR 405 com a Estrada do Morato e andar mais 4 quilômetros.

Outra opção é pegar um barco em Paranaguá até Guaraqueçaba. O percurso dura cerca de duas horas e meia e, chegando ao destino final, deve-se pegar um táxi para percorrer os 18,5 quilômetros até a reserva.

Serviço

Entrada: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia).
Horário de funcionamento: terça a domingo das 08h30 às 17h30 (última entrada às 16h).
Mais informações no site da reserva.

Sobre a Fundação Grupo Boticário: a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.493 projetos de 493 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país.  Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis. Na internet: www.fundacaogrupoboticario.org.br, www.twitter.com/fund_boticario e www.facebook.com/fundacaogrupoboticario.

pg1com@maxpressmail.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.